10/07/2017

As 6 razões que casais se divorciam no Brasil (você ficará surpreso)

  • Segundo a pesquisa feita pelo advogado Luiz Kignel, estas são algumas razões que casais se divorciam no Brasil:
  • 1. Traição

  • De acordo com o advogado Luiz Kignel, o homem não aceita ser traído, ele é o primeiro a pedir o divórcio quando a esposa desenvolve um relacionamento amoroso com outro homem.
  • É importante lembrar que os homens também traem e que muitas mulheres traídas tentam dar uma nova chance para salvar suas famílias e outras optam pelo divórcio.
  • 2. Monotonia

  • A monotonia no casamento é um dos fatores que provoca muitos divórcios, pois o fato de sempre fazerem a mesma coisa como marido e mulher os tornam acomodados, a vida conjugal passa a ser vazia, deixando ambas as partes insatisfeitos e frustrados com o relacionamento. Em outros casos, a esposa abandona sua carreira profissional para cuidar dos filhos e após anos de dedicação, o marido sem freio na língua a fere dizendo que ela "parou no tempo e não fez nada de útil pela família."
  • 3. Dinheiro

  • A falta de comprometimento e responsabilidade sobre as finanças da família recai sobre o matrimônio, e por não saberem como lidar com a situação, muitos casais escolhem o divórcio.
  • O problema de finanças com certeza está entre os principais vilões do matrimônio. Se o marido ganha X é óbvio que a esposa não deveria gastar Y, ou seja, a balança financeira deveria estar sempre equilibrada dentro do lar, porém, isso não é o que ocorre e por razões mesquinhas ou problemas de distúrbios financeiros alguns acabam gastando acima das possibilidades, levando toda a família a passar muitas necessidades.
  • 4. Abuso

  • Todos os problemas acima são terríveis de serem enfrentados no divórcio, mas acredito eu que não tenha sofrimento maior do que ter que admitir que o cônjuge foi sua maior decepção e seu pior inimigo, pois não feriu apenas seus sentimentos, mas lhe machucou e destruiu a família que vocês conquistaram juntos.
    • Entretanto, é de grande valia lembrar que em casos de abusos, o divórcio torna-se justiçável, porque quem ama verdadeiramente jamais irá machucar e você deve denunciar. Ainda que você o ame e deseja tentar ajudá-lo, a melhor ajuda será você denunciá-lo e procurar um profissional especializado para você aprender a lidar com tal situação.
    • 5. Expectativas triviais

    • Muitos casam acreditando que viverão os "felizes para sempre" sem terem que enfrentar os grandes "dragões", como as falhas, falta de recursos financeiros, os problemas com os filhos e principalmente os desafios como casal, que se forem listados serão muitos.
    • Lamentavelmente, estas pessoas tornam-se frustradas com suas expectativas quanto ao matrimônio, pois elas não alcançarão tudo o que elas desejavam, e por não saberem lidar com tal situação, ao invés de buscar ajuda profissional, elas optam pelo divórcio.
    • 6. Imaturidade

    • A pessoa imatura possui um conceito restrito e errôneo sobre relacionamento familiar. Ela pode até ter o desejo te ter uma família, porém, por sua falta de preparo, ela jamais conseguirá manter um casamento e por isso que ela opta pelo divórcio.
    • Há um número crescente de jovens despreparados que se casam cedo demais, não se prepararam da maneira precisa e nem buscam avaliar o parceiro em suas ações, simplesmente veem o que querem ver, e tampam os olhos para o essencial, que está relacionado ao caráter e comprometimento que o companheiro deveria desenvolver durante o período de namoro.
    • Por Roberta Preto
Author Image

Anselmo Melo
Anselmo Melo, Carioca, casado e pai de três filhos (herança do Senhor). Pastor Evangélico e empresário. Moro atualmente no Estado de São Paulo onde pastoreio a Igreja de Nova Vida em Limeira. Sou fundador e presidente da Associação Projeto Resgate Vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante,
Você pode elogiar ou criticar, observe apenas:

1-Não publicamos criticas de ANÔNIMOS e nem comentários que não estejam relacionados com o assunto.

2-Baixarias e palavrões também não.

3-Nem todas as publicações são de minha autoria e o fato de estarem aqui não implica necessariamente em que eu concorde com todo o teor do post.

4- Quer ser respeitado? Mostre respeito!

Autor


Anselmo Melo, Carioca, casado e pai de três filhos (herança do Senhor). Pastor Evangélico e empresário. Presidente do COPEL, Conselho de Pastores Evangélicos de Limeira. Moro atualmente no Estado de São Paulo onde pastoreio a Igreja de Nova Vida em Limeira. Fundador e Presidente da Associação Projeto Resgate Vida.
Saiba mais →

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *