17/07/2017

7 piores desculpas de cônjuges infiéis

  • A infidelidade causa danos tão intensos no relacionamento que, em muitos casos, pode ser fatal, chegando ao divórcio. O abalo emocional e psicológico do cônjuge traído pode provocar traumas de difícil superação. Portanto, não se pode banalizar a traição, pelo contrário, é importante que os cônjuges tenham o firme propósito de comprometimento um com o outro e ambos com a relação.
  • Mas como, infelizmente, nem sempre as coisas acontecem assim, melhor prestar atenção em alguns comportamentos e desculpas contínuas e intrigantes, tanto de homens, como de mulheres, tais como:

Conhecer desculpas comuns de cônjuges infiéis pode ser um alerta importante para afastar a infidelidade no casamento.

  • 1- Vou trabalhar até mais tarde

  • Existem momentos na vida em que é preciso dedicar mais tempo ao trabalho, mas isso não pode ser uma ação contínua. Horas extras que não terminam mais e afastam continuamente o cônjuge do lar precisam ser avaliadas.
  • 2- Tenho que viajar a trabalho

  • Algumas profissões exigem viagens constantes e isso precisa ser bem esclarecido entre os cônjuges. O que é preciso notar é o surgimento de viagens que antes não aconteciam e, de repente, acontecem repetidamente.
  • 3- Preciso de liberdade

  • Todo mundo precisa de liberdade, mas há que se ter responsabilidade para não ultrapassar o limite do direito do outro. Num casamento onde há comprometimento a liberdade dos cônjuges acontece de forma natural. Quando passa a ser uma reivindicação, denota cobrança e corresponde a um desejo alheio a união, portanto, deve ser visto como um alerta.
  • 4- Você me sufoca

  • Esse tipo de cobrança demonstra grande insatisfação e merece muito cuidado, principalmente quando o que sempre foi normal, passa a ser considerado enfadonho e incomodativo. Irritação contínua, agressividade por qualquer coisa, falta de paciência e mudança de humor constante são manifestações de que algo está muito errado.
  • 5- Vou para a academia

    • Qualquer mudança brusca de comportamento são evidências importantes. Se, de repente; o cônjuge começa a passar horas na academia sem sequer atender o celular é, no mínimo, estranho. O mesmo serve para qualquer atividade nova que, de súbito, passa a ter prioridade na vida do cônjuge.
    • 6- Estou cansado(a)

    • Falta de interesse no que se relaciona a vida em comum é um indício importante. Não querer participar de atividades que sempre fizeram parte da vida a dois, desatenção ao que se refere ao cônjuge e aos assuntos que lhes dizem respeito, além de diminuição ou perda da libido é muito preocupante e merece atenção.
    • 7- Preciso cuidar de mim

    • Quando o "nós" é substituído pelo "eu" e o "nosso" deixa de se configurar como uma prioridade é interessante pensar a respeito. Claro que toda a pessoa precisa se preocupar com si mesma, mas isso não pode excluir a preocupação com o cônjuge e com a relação. Um indício muito comum é quando o cônjuge passa a se preocupar de forma exagerada com a própria aparência, agindo de forma muito diferente.
    • Cuidado com a neurose

    • As sete desculpas listadas acima, sem dúvida alguma, demonstram que algo não vai bem e é preciso empenho no sentido de entender o que está acontecendo e o que pode ser feito para melhorar a relação. Entretanto, não se pode afirmar que configurem infidelidade e isso é bom que fique bem claro. Excesso de ciúme e desconfiança pode fazer ver o que, realmente, não existe. Muito cuidado com conclusões antecipadas que prejudicam muito qualquer entendimento entre os cônjuges.
    • Diante desses indícios, o mais sábio é buscar um diálogo franco, pelo qual os sentimentos possam ser manifestados e os fatos esclarecidos. Isso pode promover a reaproximação dos cônjuges e afastar o perigo da infidelidade.
    • Por Suely Buriasco
Author Image

Anselmo Melo
Anselmo Melo, Carioca, casado e pai de três filhos (herança do Senhor). Pastor Evangélico e empresário. Moro atualmente no Estado de São Paulo onde pastoreio a Igreja de Nova Vida em Limeira. Sou fundador e presidente da Associação Projeto Resgate Vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante,
Você pode elogiar ou criticar, observe apenas:

1-Não publicamos criticas de ANÔNIMOS e nem comentários que não estejam relacionados com o assunto.

2-Baixarias e palavrões também não.

3-Nem todas as publicações são de minha autoria e o fato de estarem aqui não implica necessariamente em que eu concorde com todo o teor do post.

4- Quer ser respeitado? Mostre respeito!

Autor


Anselmo Melo, Carioca, casado e pai de três filhos (herança do Senhor). Pastor Evangélico e empresário. Presidente do COPEL, Conselho de Pastores Evangélicos de Limeira. Moro atualmente no Estado de São Paulo onde pastoreio a Igreja de Nova Vida em Limeira. Fundador e Presidente da Associação Projeto Resgate Vida.
Saiba mais →

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *