12/04/2017

Assim ficou o túmulo de Jesus depois de restaurado

Existe um santuário que protege o túmulo onde Jesus Cristo foi enterrado, e segundo a tradição cristã, ele foi reaberto na última quarta feira durante uma cerimônia na Igreja de Santo Sepulcro de Jerusalém. Depois de nove meses de trabalho, uma equipe de cientistas e restauradores da Universidade de Técnica Nacional de Atenas conseguiu terminar o projeto de recuperação da tumba de Jesus Cristo, na Igreja do Santo Sepulcro. 

A grega ortodoxa, a da armênia apostólica, a síria ortodoxa, Etiópia ortodoxa e a católica romana são as seis vertentes cristãs que tem a custódia sobre o túmulo, que juntas gastaram cerca de US$ 3,3 milhões na restauração do túmulo.
Desde o século IV d.C. o local é venerado como a tumba de Jesus, e ao longo dos anos, novas construções foram feitas sobre as mais antigas para deixar o lugar marcado. Enquanto estavam fazendo a restauração, os engenheiros descobriram que a Edícula e a rotunda que a cerca e que atraem milhões de fiéis, parecem ter sido construídas sobre uma fundação instável de restos de estruturas anteriores, perfuradas por túneis e canais.
Uma gaiola de ferro que foi instalada ao redor da Edícula em 1947, pelos britânicos, assim como a fuligem formada por velas acesas por peregrinos ao longo dos anos foram retiradas. O templo não era restaurado há cerca de 200 anos, e com a reforma acabou-se o temor que as pessoas tinham do túmulo vir ao chão.
Depois da retirada de uma mármore que selava a estrada para o túmulo de Jesus, uma equipe de arqueólogos teve acesso ao sítio histórico, e encontraram uma outra laje de mármore com uma cruz gravada. Segundo eles, a peça é da época do fim das Cruzadas, ainda no século XIV. Em baixo dessa mármore, tinha uma outra laje de mármore ainda mais antiga, que protegia o chão de pedra. Os arqueólogos afirmaram que a argamassa dessa segunda laje data do século IV, quando o imperador romano Constantino ordenou a construção da Igreja de Santo Sepulcro.
Bom, além dos pesquisadores analisarem a câmara funerária, o leito de mármore sob o qual Jesus se deitou também foi estudado. O local foi aberto pela primeira vez depois de mais de 2 séculos e podia ter sido destruído caso não fosse recuperado. Além de fazer uma limpeza, foram colocados parafusos para reforçar e segurar a estrutura.
Como foi dito, a reforma da arquitetura foi feita para “durar para sempre”, disso Antonia Moropoulou, professora da Universidade e chefe do projeto, em entrevista ao site de notícias na National Geographic. Depois a reforma, agora as pessoas podem ver a textura, as cores e os escritos do lugar.
Quer ver imagens de como ficou o túmulo de Jesus Cristo? Confiram no vídeo abaixo:



FONTE(S) O GloboVix
IMAGENS Isto ÉEFE BRASIL
Author Image

Anselmo Melo
Anselmo Melo, Carioca, casado e pai de três filhos (herança do Senhor). Pastor Evangélico e empresário. Moro atualmente no Estado de São Paulo onde pastoreio a Igreja de Nova Vida em Limeira. Sou fundador e presidente da Associação Projeto Resgate Vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante,
Você pode elogiar ou criticar, observe apenas:

1-Não publicamos criticas de ANÔNIMOS e nem comentários que não estejam relacionados com o assunto.

2-Baixarias e palavrões também não.

3-Nem todas as publicações são de minha autoria e o fato de estarem aqui não implica necessariamente em que eu concorde com todo o teor do post.

4- Quer ser respeitado? Mostre respeito!