19/12/2016

Porque um relacionamento 50/50 é um relacionamento ruim

Um relacionamento em que não investimos 100 por cento não pode ser um bom relacionamento. Dar apenas a metade de nosso potencial é ter um relacionamento ruim.

  • Todo mundo quer um relacionamento no qual ambos os parceiros estejam contribuindo igualmente para o casamento. E enquanto o seu cônjuge contribui com a parte dele, você vai contribuir com a sua. Mas você sabia que esse tipo de relação de 50/50 pode realmente ser ruim? Aqui está um exemplo do porquê:
    Jenny e Jim vieram para um aconselhamento porque eles discutem - muito. Começamos a entrevista, e eles então passaram muito tempo discutindo e um tentando provar que a culpa dos problemas conjugais era do outro. Jim disse: "Você está sempre tão ocupada com as crianças, a escola deles, e a limpeza que você nunca tem tempo para mim. Se você me desse um pouco de carinho de vez em quando não precisaríamos de aconselhamento." Jenny rapidamente entrou na conversa: ”Eu?! Quantas vezes já lhe disse para não ficar tão irritado e ainda assim você fica! Você é a razão do nosso casamento ser difícil. Se você apenas controlasse seu temperamento, não precisaríamos de aconselhamento".
    Deram voltas e voltas um culpando o outro, até que finalmente pararam. "Será que vocês não vieram aqui apenas para que eu pudesse assistir à sua discussão?” Eu disse sorrindo. Os dois riram. Ambos estavam dizendo algo que um monte de casais diz um ao outro. Se você fizer a sua parte, eu faço a minha. Mas eu não vou fazer a minha parte, até que você comece a fazer a sua. Isso faz sentido, certo? Uma vez que existem duas pessoas em um relacionamento, não há problema em esperar o outro começar a fazer sua parte para que você faça a sua. Mas esse tipo de pensamento 50/50 é realmente prejudicial em um casamento.
  • Os casamentos não devem ser 50/50

  • Dê 100 por cento

    Em vez de dar 50 por cento no relacionamento, cada cônjuge deve dar de si 100 por cento. Você não deve esperar de braços cruzados que seu cônjuge dê o primeiro passo para começar a andar. Isso fará com que tudo permaneça num impasse sem fim como o de Jim e Jenny. E ao invés de tentar consertar o relacionamento, vocês vão acabar com o dedo apontado um para o outro e em uma concorrência para tentar provar ao outro por que ele está errado e o que ele deve fazer para começar a corrigir o casamento em primeiro lugar.
  • Veja o seu esforço como um investimento

    Quando você vê o casamento como um investimento de 100 por cento, você faz de tudo para se certificar de que está ouvindo seu cônjuge, que está acolhendo as necessidades dele, e que você trabalha para resolver os problemas quando eles surgem sem esperar que o outro comece a trabalhar com eles primeiro. Você reconhece a sua contribuição para o problema e aceita a plena propriedade do mesmo. E você faz o que precisa fazer para ajudar o seu relacionamento crescer.
  • Mova o seu relacionamento na direção que você deseja

    Outra grande vantagem em ver o casamento como um investimento de 100 por cento em vez de 50/50 é que você sente que tem mais controle sobre a direção que seu relacionamento está tomando. Em vez de se sentir impotente quando o seu cônjuge não contribui para o relacionamento, você se sente confiante de que ainda assim pode fazer algo positivo de qualquer maneira. Você gostaria de ter o apoio de seu cônjuge, mas você não tem que ter para ser feliz. Dando 100 por cento, você tem uma grande quantidade de energia para orientar o relacionamento em uma direção que trará felicidade a ambos.
    Quando seu cônjuge notar que você está dando 100 por cento, ele estará mais propenso a dar 100 por cento também. E uma relação em que ambos os parceiros estão dando 100 por cento é muito mais feliz do que um relacionamento onde eles estão apenas dando 50 por cento.
Author Image

Anselmo Melo
Anselmo Melo, Carioca, casado e pai de três filhos (herança do Senhor). Pastor Evangélico e empresário. Moro atualmente no Estado de São Paulo onde pastoreio a Igreja de Nova Vida em Limeira. Sou fundador e presidente da Associação Projeto Resgate Vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante,
Você pode elogiar ou criticar, observe apenas:

1-Não publicamos criticas de ANÔNIMOS e nem comentários que não estejam relacionados com o assunto.

2-Baixarias e palavrões também não.

3-Nem todas as publicações são de minha autoria e o fato de estarem aqui não implica necessariamente em que eu concorde com todo o teor do post.

4- Quer ser respeitado? Mostre respeito!