Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Satanás, o Primeiro Pós-Modernista

Este artigo foi escrito após uma reflexão sobre a definição de "Pós-Modernismo" dada pelo pós-modernista Leonard Sweet e outros promotores da Igreja Emergente.
Está claro para mim que o Maligno é quem está por trás do paradigma Pós-Modernista e, especialmente, por trás daqueles que querem adotar essa cosmovisão ridícula, em vez de refutá-la. Contrariamente às afirmações egoístas dos pós-modernistas que estão na linha de frente por causa de sua visão existencial subjetivista e relativista da realidade, este conceito foi empurrado goela abaixo do universo pelo próprio Satanás, possivelmente antes mesmo do mundo físico ter sido criado. Vamos revisar o que sabemos a respeito de Lúcifer a partir do relato bíblico. Creio que você verá claramente que Satanás foi o primeiro pós-modernista. Ele estava muito à frente de seu tempo.
Lúcifer nos Céus:
"Como caíste desde o céu, ó Lúcifer, filho da alva! Como foste cortado por terra, tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte. Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo. E contudo levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo." [Isaías 14:12-15].
"Tu eras o querubim, ungido para cobrir, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniquidade em ti. Na multiplicação do teu comércio encheram o teu interior de violência, e pecaste; por isso te lancei, profanado, do monte de Deus, e te fiz perecer, ó querubim cobridor, do meio das pedras afogueadas. Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei, diante dos reis te pus, para que olhem para ti. Pela multidão das tuas iniquidades, pela injustiça do teu comércio profanaste os teus santuários; eu, pois, fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu e te tornei em cinza sobre a terra, aos olhos de todos os que te vêem." [Ezequiel 28:14-16].
"E viu-se outro sinal no céu; e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas. E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que havia de dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe tragasse o filho. E deu à luz um filho homem que há de reger todas as nações com vara de ferro; e o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono. E a mulher fugiu para o deserto, onde já tinha lugar preparado por Deus, para que ali fosse alimentada durante mil duzentos e sessenta dias. E houve batalha no céu; Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão, e batalhavam o dragão e os seus anjos; mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou nos céus. E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele." [Apocalipse 12:3-9].
"E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo." [Apocalipse 20:1-3].


Satanás foi criado como um anjo perfeito, mas com livre arbítrio, como os demais anjos. Ele era o querubim guardião ungido no céu. Ele caminhava no santo monte de Deus, no meio das pedras afogueadas. Ele era chamado de "filho da alva". Todavia, Lúcifer não estava satisfeito. Ele não gostava do fato de somente Deus ser adorado. Para ele, aquilo não era justo. Na visão de Lúcifer, havia intolerância no céu. Afinal, ele era o anjo mais belo e mais poderoso. Se Deus era adorado como Deus, então Lúcifer também precisava ser um "deus". Portanto, ele disse para si mesmo: "Eu subirei... serei semelhante ao Altíssimo". Lúcifer então se tornou o primeiro aderente da Nova Era, ao dizer "Eu sou Deus". Ele tornou-se o primeiro pós-modernista, deixando de compreender a realidade objetiva e, ao revés, adotando uma interpretação dos fatos que era adequada para seus propósitos. Podemos olhar para esses eventos e perguntar como Satanás pôde pensar, mesmo que por um momento, que poderia ser como Deus. Mas, então, temos milhões de pessoas na Terra hoje que também afirmam serem deuses. Esta estupidez não é exclusividade somente de Satanás. Mas, ele é o pai dela e o pai de qualquer um que diga que é um "deus", em lugar dos fatos da verdade objetiva que há somente um Deus, YHWH, que existe eternamente em Três Pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo (1 Coríntios 8:6, Efésios 4:6, Mateus 28:19, Gálatas 4:6)! No momento em que a ideia da "divindade" e a rebelião floresceram na mente de Lúcifer, ele foi sentenciado à morte. Assim também ficam todos aqueles que pecam contra Deus, sem se arrependerem. A questão aqui não é apenas uma questão de justiça, é uma questão de reconhecer a verdade objetiva. Para o pós-modernista, a verdade é relativa, subjetiva, algo a ser manipulado, algo que se move e flui no tempo e no espaço. Para Deus e para qualquer discípulo verdadeiro de Jesus Cristo, isto é uma tolice. Deus define as regras, elas são a verdade objetiva e precisam ser seguidas. O universo é de Deus, não de Satanás, nem de qualquer outra pessoa. Todavia, o primeiro casal humano cometeu o mesmo pecado pós-modernista de Lúcifer.
A Serpente no Jardim:
"Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim? E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos, mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais. Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal. E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela. Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais." [Gênesis 3:1-7].
Sem conseguir influenciar Deus com seus argumentos e atitudes, Satanás loi lançado na Terra, arrastando um terço dos anjos do céu na rebelião. Não satisfeito em corromper um terço dos anjos, Satanás agora viu a oportunidade de lançar seu misticismo de Nova Era sobre Adão e Eva. Ele usou a Dialética Hegeliana e a Práxis (Diaprax) e iniciou o diálogo com uma questão. Fazer perguntas que levem a uma conclusão pré-determinada é um estrategema típico usado pelos pós-modernistas. Satanás questionou se Deus realmente disse aquilo que disse. Talvez Adão e Eva apenas tivessem compreendido errado. Mas, a real questão pós-modernista esconde-se abaixo da superfície: "Como Deus pode fazer este tipo de exigência de vocês? Isto é justo? Deus realmente lhes deu o livre arbítrio? Achei que vocês tinham todas suas opções em aberto." Eva deveria ter mandado a Serpente ir passear neste ponto, mas Diaprax conquistou sua imaginação. Ela deu a resposta certa, mas deixou de mandar a Serpente para longe, por se atrever a desafiar Deus. Em seguida, Satanás fez sua mais famosa dança em torno da verdade. Ele aplicou uma dose de verdade com veneno suficiente para modificar as vidas dos seres humanos para sempre, se eles a aceitassem. Satanás foi também o primeiro herético, lançando o erro misturado com a verdade. Era verdade que Adão e Eva não morreriam fisicamente naquele momento. Mas, nâo era verdade que eles não morreriam, porque eles morreram, tanto espiritual quanto fisicamente. Era verdade que os olhos deles seriam abertos após comerem o fruto. O que Satanás deixou de dizer é que os olhos deles seriam abertos para o mal. Eles já conheciam a Deus; o que eles não conheciam era o mal. Mas, a maior mentira, inserida dentro da Dialética-Práxis de Satanás era que eles "seriam como Deus". Adão e Eva foram criados à imagem de Deus; eles já eram como Deus em perfeita pureza e inocência. Não somente eles não se tornaram como Deus, mas ficaram separados de Deus, sem ter um modo para a expiação, exceto pelo arrependimento e derramento de sangue. Eles destruíram a natureza que Deus queria para eles, revestindo-se de uma natureza pecaminosa. Eles se tornaram alienados de Deus (Salmos 58:3) e com corações terrivelmente enganosos (Jeremias 17:9) daquele ponto em diante! Satanás ainda está vendendo sua Dialética-Práxis hoje. A geração pós-moderna pensa que pode se aproximar de Deus, ter um relacionamento com Deus, por meio da "maçã" das práticas de Nova Era. As pessoas pensam que podem reformar Deus à própria imagem delas; na realidade pensam que são pequenos deuses. Mas, elas foram enganados pelo primeiro pós-modernista, Satanás.
O Diabo e Caim:
"Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira." [João 8:44].
"Ai deles! porque entraram pelo caminho de Caim, e foram levados pelo engano do prêmio de Balaão, e pereceram na contradição de Coré." [Judas 1:11].
"E conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu e deu à luz a Caim, e disse: Alcancei do SENHOR um homem. E deu à luz mais a seu irmão Abel; e Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra. E aconteceu ao cabo de dias que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao SENHOR. E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura; e atentou o SENHOR para Abel e para a sua oferta. Mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante. E o SENHOR disse a Caim: Por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante? Se bem fizeres, não é certo que serás aceito? E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar. E falou Caim com o seu irmão Abel; e sucedeu que, estando eles no campo, se levantou Caim contra o seu irmão Abel, e o matou. E disse o SENHOR a Caim: Onde está Abel, teu irmão? E ele disse: Não sei; sou eu guardador do meu irmão? E disse Deus: Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra. E agora maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para receber da tua mão o sangue do teu irmão. Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e vagabundo serás na terra. Então disse Caim ao SENHOR: É maior a minha maldade que a que possa ser perdoada. Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua face me esconderei; e serei fugitivo e vagabundo na terra, e será que todo aquele que me achar, me matará. O SENHOR, porém, disse-lhe: Portanto qualquer que matar a Caim, sete vezes será castigado. E pôs o SENHOR um sinal em Caim, para que o não ferisse qualquer que o achasse. E saiu Caim de diante da face do SENHOR, e habitou na terra de Node, do lado oriental do Éden." [Gênesis 4:1-16].
Quem inspirou Caim a matar seu irmão, cometendo o primeiro homicídio? Certamente foi Satanás, pois a Bíblia diz que ele foi um homicida desde o princípio. Satanás tentou Caim, e Caim cedeu à sua natureza pecaminosa. A tentação foi uma sensibilidade pós-moderna. O diabo sussurou nos ouvidos de Caim que Deus estava sendo injusto. O que Deus tinha mostrado, que o pecado somente podia ser perdoado mediante derramamento de sangue, matando os primeiros animais, para fazer roupas para Adão e Eva? Certamente, Caim poderia traçar seu próprio caminho e adorar a Deus do seu próprio modo? Em seguida, Caim matou seu irmão e mentiu para Deus, quando foi questionado sobre o paradeiro de seu irmão. Ao serem confrontados com os fatos de seus pecados, os pós-modernistas frequentemente se escondem atrás de mentiras e justificativas, em vez de confessarem e se arrependerem. O diabo é aquele que inspira as mentiras, o homicídio, as falsas justificativas, os falsos ensinos, a rebelião e a dureza no coração para que os homens não se arrependam.
O Diabo e Jesus Cristo:
"Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome; e, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães. Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus. Então o diabo o transportou à cidade santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo, e disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te de aqui abaixo; porque está escrito: Que aos seus anjos dará ordens a teu respeito, e tomar-te-ão nas mãos, para que nunca tropeces com o teu pé em alguma pedra. Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus. Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles. E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. Então disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás. Então o diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos, e o serviam." [Mateus 4:1-11].
Observe a Dialética-Práxis de Satanás em suas três tentações a Cristo. Ele tentou fazer Jesus provar que possuía poder, criando para Si mesmo algo para comer. Aquilo apelava à humanidade de Cristo no nível do corpo e da alma. Mas, se Cristo quebrasse Seu jejum e usasse Seu poder divino, após anular a Si mesmo (Filipenses 2:7) em obediência à vontade do Pai, isto teria sido o fim da salvação para os homens. O pós-modernismo apela à mente e à carne e procura satisfazer aos desejos deles, mas ignora as necessidades espirituais. Na segunda tentação, Satanás utiliza a mesma tática, porém desta vez tira a Escritura de seu contexto. Esta é outra marca dos mestres pós-modernistas. Eles tiram aquilo que querem do contexto da Escritura para servir ao seu próprio paradigma, sua própria agenda. Muitos pós-modernistas são enganados por esse plano, porque não se preocupam em examinar o contexto bíblico para ver se aquilo está correto. Eles não se preocupam por que o pensamento crítico não faz parte de sua existência diária. Os fatos realmente não importam para eles; como eles se sentem sobre aquilo que ouvem e como aquilo se adequa às suas sensibilidades é o que importa. Mas, Jesus Cristo rejeita este falso argumento, porque Ele é o autor das Escrituras e conhece o contexto delas. Ele refuta esta tentação com a Escritura que não está tirada do contexto, mas que é usada de acordo com ele. A terceira tentação é a maior tentativa de Satanás. Ele sabe que Jesus está em uma missão para salvar os homens do pecado, aqueles que creem Nele, e que precisa morrer, de modo a alcançar isto. Satanás tenta Cristo a receber o domínio do mundo dele, de Satanás, que é chamado de príncipe das potestades do ar (Efésios 2:2), o príncipe deste mundo (João 12:31). Jesus Cristo sabe que "o mundo jaz no Maligno" [1 João 5:19]. Portanto, esta é uma oferta real. Jesus Cristo poderia ter o mundo naquele momento, em vez de passar por toda a dor e sofrimento, bastando que adorasse a Satanás. Mas, Satanás deixou de entender que esta oferta não era aquilo que Jesus queria. Ele não necessita do mundo; Ele quer salvar as pessoas. O mundo seria Seu, porque Ele o criou (Colossenses 1:16). Mas, este mundo será destruído (2 Pedro 3:10). No curso do tempo, o diabo e seus anjos serão lançados no lago de fogo para sempre (Apocalipse 20:10). O objetivo de Satanás é, desde o tempo de seu pecado no céu, que Deus o adore. Como os pós-modernistas, os fatos não persuadem Satanás. O que importa para ele é que sua agenda pessoal seja cumprida, mesmo que isto lhe acarrete o inferno.
Satanás, Falsos Apóstolos, Falsos Profetas e Falsos Mestres:
"Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras." [2 Corintíos 11:13-15].
"E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade. E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita." [2 Pedro 2:1-2].
"Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; e todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já agora está no mundo." [1 João 4:1-3].
Finalmente, temos de lidar com a questão dos falsos apóstolos, falsos profetas e falsos mestres. Eles fingem que estão servindo ao Senhor, mas na verdade estão servindo ao seu mestre Satanás. Eles podem não perceber que estão servindo a Satanás, mas só é possível servir a um senhor (Mateus 6:24). Os pós-modernistas não entendem que não é possível servir a Deus se você está servindo a si mesmo, à sua própria agenda e do seu próprio modo. Como Satanás fez anteriormente, eles servem aos seus próprios desejos, em vez de servirem a Deus. Assim, eles terminam servindo à agenda de seu mestre Satanás. Eles nunca chegam a esta conclusão, porque acreditam que a vida é um total paradoxo, um total oxímoro, e que está repleta de áreas cinzentas de verdade, em vez de a verdade existencial preto e branco. O existencialismo é definido no dicionário do seguinte modo:
"Uma filosofia que enfatiza a singularidade e isolamento da experiência individual em um universo hostil ou indiferente, considera a existência humana como inexplicável e enfatiza a liberdade de escolha e a responsabilidade pelas consequências dos atos de um indivíduo."
Deus vê a existência de uma forma totalmente oposta a isto. O que os pós-modernistas deixam de entender é que, por trás das meias verdades e heresias estão a obra e o reino de Satanás. O paradigma pós-modernista está totalmente dentro do domínio do Maligno. Ele foi iniciado por ele e é sustentado e fortalecido por suas tentações. Ele é propagado pelos falsos apóstolos, falsos profetas e falsos mestres pós-modernistas, a quem os cristãos verdadeiros são instruídos a provar, por causa do espírito do Anticristo que permeia os ensinos e ações desses homens. Os pós-modernistas não vêem razão para testar coisa alguma, porque os falsos mestres os ensinaram a não julgar. Mas, Deus nos diz para não suspendermos nosso pensamento crítico, nossas mentes que Ele nos deu, mas, ao contrário, para colocarmos nossas mentes em submissão a Cristo e usá-las para provar os espíritos.
Para um pós-modernista ser salvo, ele precisa ser reprogramado pela Palavra de Deus e pelo Espírito Santo, para começar a pensar corretamente. A cosmovisão do pós--modernista precisa ser totalmente modificada. É por isto que pessoas como Leonard Sweet e outros mestres da Igreja Emergente são tão perigosos. Eles atendem a uma mentalidade carnal e maligna, em vez de tentarem modificá-la por meio da instrução na Palavra de Deus. É por isto que estamos vivendo na geração do fim dos tempos. O paradigma pós-modernista trará o reinado do Anticristo, que será o reinado do próprio Satanás. Somente podemos agradecer ao Senhor Jesus Cristo porque esse reinado será de curta duração e porque o diabo, o primeiro pós-modernista, será eventualmente lançado no lago de fogo.


Autor: Sandy Simpson, original em http://www.deceptioninthechurch.com/satanpostmodernist.html

Fonte:
A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/pos-modernista.asp

0 comentários:

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲