Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

A verdadeira razão porque homens e mulheres traem

Reflexões e estatísticas importantes sobre a infidelidade e 4 formas decisivas para quebrar o ciclo da traição.

Algumas estatísticas:
  • Segundo o IBGE e outras fontes especializadas em estatísticas civis, a porcentagem de casamentos que terminam em divórcio gira em torno de 40% a 60%.
  • Divórcios devido à traição de um dos cônjuges giram em torno de 41% a 77% de todos os divórcios existentes, dependendo da cultura de cada país, tendo a latina a maior taxa de divórcios por traição.
  • 57% dos homens e 54% das mulheres admitem que já traíram, seja real ou virtualmente.
  • Segundo o autor, psicoterapeuta e especialista em vícios sexuais Dr. Robert Weiss, algumas causas examinadas para a infidelidade de um ou ambos os cônjuges são explicadas pelos mesmos e pela sociedade e mídia em si como que “o ser humano não é monogâmico por natureza”, comparando o ser humano a animais, seguindo o instinto de “espalhar sua semente”.
    O Dr. Weiss diz que as redes sociais são diretamente ligadas aos casos de traição e divórcio, e a percepção de que homens traem mais que as mulheres vem de:
    • Países latinos onde as diferenças culturais classificam o homem que trai como garanhão, mas condenam a mulher que trai.
    • O homem tem um ego mais frágil que da mulher e é mais suscetível à investidas físicas e visuais.
    • Há mais homens que são criminosos sexuais do que mulheres devido ao fato que poucos homens negam ou reagem às investidas femininas.
    • Mulheres escondem que traem melhor que os homens, então há menos casos conhecidos de traição feminina que masculina.
    • Homens são desmascarados mais facilmente.
    Em pesquisas realizadas com milhares de homens, a psiquiatra e psicanalista Dr. Gail Saltz explica o porquê maridos traem suas esposas. Algumas porcentagens variam entre:
    • Evitar intimidade, que os assusta. Traindo, eles se distanciam da esposa ou namorada, e assim, concluem que não se machucarão.
    • Pelo motivo contrário, ou seja, para ter intimidade já que o casamento virou rotina e não há comunicação de qualidade, e acham que é mais fácil trair do que conversar e resolver o problema.
    • Diferenças culturais, isto é, crescem vivendo o quase “dever” da conquista, precisando sempre de algo novo para reforçar sua masculinidade e libido.
    • Querem experimentar algum tipo de controle sobre a relação, principalmente se não a tem em casa.
    • Grande parte dos homens trai porque a situação se apresenta sem resistência, ou seja, a oportunidade é fácil ou insistente e eles não têm firmeza suficiente para dizer não às investidas de outra mulher. (Leia mais sobre isso no artigo As desvantagens de ser a outra).
    • Uma minoria trai porque conseguiram se livrar de serem descobertos da primeira vez, não resolveram o problema que os levaram a trair, e acabam fazendo novamente, e saem em busca de alguém. Geralmente se envolvem com pessoas de baixa autoestima e que não se importam ou que não conseguem evitar a situação.
    • Uma mínima porcentagem admite que trai porque gosta de variedade, mesmo amando a esposa.
    • Poucos possuem desordem ou vício sexual.
    Agora, vejamos alguns dos motivos do porque as mulheres traem:
    • A maioria das mulheres se sente negligenciada, carente, desprezada ou ignorada, mais emocionalmente que sexualmente.
    • Uma boa parte precisa de intimidade física e emocional e possui um marido controlador.
    • Grande parte se sente solitária e cansada da rotina.
    • Uma pequena parte tem desordem ou vício sexual.
    • Algumas não se sentem amadas ou sentem-se inseguras sobre a relação, e traem achando que o marido está fazendo o mesmo, pagando na mesma moeda.
    Agora, seja um homem ou uma mulher, como quebrar o ciclo e parar definitivamente de trair e viver feliz no casamento? Analise essas sugestões:
  • A traição não acontece por falta de amor, mas por falta de respeito

    Respeite mais seu cônjuge, seu casamento, seu compromisso. Respeite o convênio do matrimônio, a monogamia escolhida no altar.
  • Assuma algumas verdades sem drama e faça sua parte na relação

    Leia o artigo 4 verdades que ninguém lhe contou sobre casamento. Veja onde seu casamento está falhando. É comunicação, empatia, lealdade, interesse, amizade? Invista tempo e seja assertivo. Drama, cobranças, acusações não resolvem problemas, mas somente duas pessoas adultas e civilizadas interessadas em engrandecer o amor e fortalecer a família.
  • Melhore a comunicação, dita e não dita com o outro

  • Exerça o autocontrole e ouça o que o Senhor tem a dizer

    Independente de religião, faça as pazes com o Senhor e ouça Seus conselhos, que são apenas para unir marido e mulher e fortalecer a família. Você não encontrará entre os conselhos divinos, intenção ou mandamento para trair o cônjuge, vingar-se dele ou viver como um animal em busca da satisfação de seus instintos. Somos bem mais aos Seus olhos.
    Em todas as estatísticas, apenas 1% dos casamentos que sobrevivem à traição continuam onde marido e esposa apenas mantêm as aparências perante a sociedade; e apenas em 0.2% dos casos de traição mal resolvidos, os cônjuges continuam casados mas permanecem com suas amantes, em grande parte com o conhecimento do outro cônjuge.
    Apesar das estatísticas desanimadoras, é importante lembrar que ainda temos em torno de 50% dos casamentos que vencem os problemasdo dia a dia e onde há fidelidade. E também 31% de relações que, mesmo depois de uma traição, conseguem resolver seus problemas, exercem o perdão e mudam de vida.
    Você e seu cônjuge tem o poder e o dever de melhorararem ainda mais essas estatísticas.
    Um homem legal e legitimamente casado que coloca sua família em primeiro lugar e é fiel à esposa é admirável e digno de confiança. Uma mulher que respeita seu marido e o inspira a ser melhor faz a diferença por muitas gerações. Um casal que sabe que as oportunidades para uma traição, seja ela de qualquer tipo, estarão sempre presentes, mas decidem juntos, bem antes de acontecerem, que serão fiéis e não darão abertura às oportunidades, porque sua fé, seu amor e sua família, incluindo os filhos e suas famílias e avós, são mais importantes do que qualquer distração, merecem felicidade genuína.
    Ame sua família. Busque até encontrar a alegria e realização em seu casamento. Ou respeite o casamento alheio, reestabeleça sua autoestima e forme sua própria família. Quebre definitivamente o ciclo crescente e maldito da infidelidade.
    Seja diferente da maioria. Seja fiel.
  • Por C. A. Ayres

0 comentários:

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲