12/01/2016

Perfeição que incomoda

“Não acredito que você está chorando”, “como assim, já é convertido há anos e ainda sofre com esse vício?”, “Ah, se você apenas seguisse esses passos, você com certeza seria curado”, “como é que você ainda está nesse nível?”, “ainda não conseguiu descobrir seu chamado?”….. e a lista continua.
Parece que hoje em dia (provavelmente há séculos) a imperfeição incomoda profundamente a todos, ou talvez seja o contrário, pois é a perfeição que me incomoda mais. Tudo precisa estar no lugar certo, na hora certa e na maneira certa. É claro que eu amo quando eu gabarito uma prova, quando consigo vencer um obstáculo gigante, quando tudo parece estar em plena paz ao meu redor e dentro de mim. Só que a perfeição mesmo eu nunca encontrei ainda nessa vida.
Lidar com as conquistas é fácil, mas lidar com o fracasso é uma arte que parece que nunca nos foi ensinada. Ouvimos desde criança: “Você pode ser quem você quiser ser, basta querer” ou “Você é especial e tem algo lindo que o mundo precisa.” Daí crescemos, e vemos que nosso chefe não vai com nossa cara, nossos colegas são muito mais talentosos/influentes do que nós, que às vezes o dinheiro que esperamos não aparece, que a doença nos pega de surpresa, que nossos relacionamentos não são como os de comédia romântica, e que nosso emocional não cresce na velocidade da nossa idade cronológica.
O fracasso é real. A dor é palpável. A tristeza é tangível. Sim. Tudo isso existe. Só que parece que mais do que fora da igreja, dentro da igreja isso não pode existir. Fico a pensar nas palavras de Jesus: “No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” Eu sempre sou tão grata que Ele foi perfeito para me dar vida eterna, mas mais que isso Ele soube navegar as águas da decepção, da fraqueza e da rejeição e sendo humano, venceu.
Vivemos em uma cultura de igreja em que não podemos sofrer, que o fraco é aquele que chora o culto inteiro, que o frágil é aquele que compartilha suas fraquezas, que o inseguro é aquele que não tem as respostas.
Aprendi que em cada sofrimento, eu sou transformada por Ele, eu me torno mais sensível ao meu próximo, perco minhas respostas prontas e me encontro com mais perguntas do que quando comecei. Aprendi que existe sim a beleza na imperfeição, existe sim a força na vulnerabilidade, existe sim a coragem em meio as lágrimas.
Chore o que precisar, desabafe a dor e grite sua frustração. Deixe de lado a roupa da perfeição falsa e veja que está tudo bem, sim, mesmo com tudo desmoronando, está tudo bem. O sol voltará a brilhar, o mar será mais calmo, as flores nascerão novamente – tudo em Seu perfeito tempo.
A vida é um conjunto de ritmos variados, de melodias e silêncios, de vales e montanhas. O que foi conquistado na Cruz por nós não foi uma vida perfeita, mas uma vida inundada de Graça para continuar sem amargura, sem rancor e lutar pelo próximo tempo melhor. Que hoje em nosso coração ecoe sempre as palavras: “Tende bom ânimo. Eu venci.”
-Z.L.
Author Image

Anselmo Melo
Anselmo Melo, Carioca, casado e pai de três filhos (herança do Senhor). Pastor Evangélico e empresário. Moro atualmente no Estado de São Paulo onde pastoreio a Igreja de Nova Vida em Limeira. Sou fundador e presidente da Associação Projeto Resgate Vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante,
Você pode elogiar ou criticar, observe apenas:

1-Não publicamos criticas de ANÔNIMOS e nem comentários que não estejam relacionados com o assunto.

2-Baixarias e palavrões também não.

3-Nem todas as publicações são de minha autoria e o fato de estarem aqui não implica necessariamente em que eu concorde com todo o teor do post.

4- Quer ser respeitado? Mostre respeito!

Autor


Anselmo Melo, Carioca, casado e pai de três filhos (herança do Senhor). Pastor Evangélico e empresário. Presidente do COPEL, Conselho de Pastores Evangélicos de Limeira. Moro atualmente no Estado de São Paulo onde pastoreio a Igreja de Nova Vida em Limeira. Fundador e Presidente da Associação Projeto Resgate Vida.
Saiba mais →

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *