12/06/2015

IDEOLOGIA DE GÊNEROS - NOSSOS FILHOS NA MIRA DOS GRUPOS LGBT

O texto acima é de autoria de: Isabella Tymburibá Elian, mestranda em Educação pela Universidade do Estado de Minas Gerais

A esquerda evangélica insiste em não ver a ideologia por de trás dos movimentos organizados LGBT, em nome do politicamente corretos andam agora de braços dados com a Srª tolerância, sim, essa mesmo, que precipitou a Europa e recentemente os E.U.A. num calabouço de relatividade da verdade, dos princípios bíblicos. É lógico que alguns entendem que coisas assim vão mesmo acontecer, são prenúncios da volta do filho do homem.



Mas enquanto isso? O que fazemos? Cruzamos os braços enquanto esses atentam contra o nosso bem mais precioso? 
A estratégia é velha, porém não menos eficiente, falemos de Jesus como o Deus que ama a todos indistintamente, (o que é uma verdade), mas negamos em seguida que existe um convite claro ao arrependimento e a mudança de vida. 
Mas, o que os homossexuais querem não é isso, eles querem aceitação não como indivíduos no sentido de respeito aos civis. Querem aceitação do modo pecaminoso com que se relacionam sexualmente. Para tanto precisam desconstruir o padrão de sexualidade  criado por Deus e explicito na Bíblia. E assim, em nome da aceitação, da tolerância e do amor que não confronta, se defendem com um discurso fajuto. Esses infelizmente tem angariado seguidores incautos para sua causa de desconstruir a família nos moldes criados por Deus.  
Author Image

Anselmo Melo
Anselmo Melo, Carioca, casado e pai de três filhos (herança do Senhor). Pastor Evangélico e empresário. Moro atualmente no Estado de São Paulo onde pastoreio a Igreja de Nova Vida em Limeira. Sou fundador e presidente da Associação Projeto Resgate Vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante,
Você pode elogiar ou criticar, observe apenas:

1-Não publicamos criticas de ANÔNIMOS e nem comentários que não estejam relacionados com o assunto.

2-Baixarias e palavrões também não.

3-Nem todas as publicações são de minha autoria e o fato de estarem aqui não implica necessariamente em que eu concorde com todo o teor do post.

4- Quer ser respeitado? Mostre respeito!