Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O diabo é o pai do Rock?

Houve quem dissesse que quando as igrejas históricas permitiram que a guitarra e a bateria entrasse em seus cultos, o diabo encontrou uma grande oportunidade para atrapalhar a adoração a Deus.  Junta-se a isso o fato de que não são poucos aqueles que baseados numa canção de Raul Seixas afirmam que o diabo é o pai do Rock.

Outro dia um amado irmão em Cristo afirmou com todas as letras que o Rock é a coisa do cão e aqueles  que escutam este estilo de música estão agradando o diabo. Ao ouvir tão dura sentença perguntei ao meu interlocutor  de onde ele tirou essa sandice, e ele sem titubeios me respondeu dizendo:  Aprendi isso com o pastor  americano fulano de tal.

Caro leitor, os ritmos musicais, bem como as variantes culturais pertencem a Deus. Lamentavelmente os evangélicos possuem a triste mania de tornar a vida uma grande obra maniqueísta. Nesta perspectiva, a música tem sido dividida em música do mundo e música cristã, ritmos sagrados e e ritmos do capeta. Ora, vamos combinar uma coisa? O simples fato de uma canção ter sido composta por um crente não significa necessariamente que ela seja de Deus, até porque, o que existe de gente que se diz crente e não nasceu de novo compondo canções evangélicas não está no gibi.

Prezado amigo, acredito que a música esteja relacionado a cultura de cada país e que o Evangelho de Cristo respeita as variadas manifestações culturais. Ora, tenho pregado em vários países do mundo, e visto Deus agir através de ritmos que se fossem tocados no Brasil com certeza seria satanizados pelos evangélicos tupiniquins. Jamais esquecerei a maravilhosa música Haitiana, Africana e Peruana, que ao serem tocadas por nossos irmãos em Cristo, glorificam ao Criador do Universo.

O Rock nunca foi a minha preferência musical, particularmente eu prefiro  a Bossa Nova, o Jazz, o Soul, e a  boa música popular brasileira. Todavia, o fato do Rock não ser o meu ritmo preferido, não me dá o direito de   afirmar que seja coisa do demo.  Bem sei que existem bandas como DC talk, Oficina G3, Magnum Opus, Fruto Sagrado e outras mais que tocam rock n´roll e que levam a mensagem do Evangelho através do seu trabalho.

Isto, posto, concluo esse post com um verso das Escrituras que diz " Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação." Tiago 1:17

Naquele que vive e reina Soberanamente sobre tudo  e todos,
Por Renato Vargens  Fonte: Blog do Renato Vargens

2 comentários:

Cmilo disse...

Tudo me é lícito, mas nem tudo me convêm assim disse o apóstolo Paulo.
O som que o rock produz é muito bom as melodias instrumentais, mas o que o condena são as letras das músicas que muitas são demoníacas.
O Rau Seixas disse que o diabo é o pai do rock, é também, mas a bíblia diz que ele é o pai da mentira, é o inimigo das nossa almas, inimigo de Deus e vai por aí.
Então faça o pacote de tudo, e inclua tudo que é do mundo e joga no lixo.
Quem nasceu novamente e Jesus Cristo, nova criatura é, as coisa velhas se passaram, eis que fizeram coisas novas.
Quando o Espírito Santo reina Verdadeiramente no ser da pessoa no cristão arrependido em Jesus, ele só pensa nas coisa de Deus, louvá-lo e adorá-lo se recusa das coisas e prazeres mundanos que só dá desgosto, angústia, depressão, opressão, stress e etc, e o pior que leva o sujeito sem Jesus Cristo para o ADES, que quer dizer INFERNO, e depois o final de tudo isto vem o juízo de Deus, e o final será para os que não lavaram sua vestiduras no sangue do Cordeiro: O LAGO DE FOGO E ENXOFRE, ETERNAMENTE.

Saidy Lopes disse...

Este artigo do Pastor Renato Vargens é interessante, coerente e bastante equilibrado!
Precisamos realmente ter discerninento antes de afirmar certas coisas.
Parabéns por mais um bom post neste blog muito pertinente!
Abraços

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲