Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

CABARÉ PROCESSA IGREJA UNIVERSAL


A decisão do Juiz, é o que vale, nesta história......imaginem o que aconteceu....... .

Não sei se é verdade ou não, mas que é engraçado ah! isto é.
Recebi por e-mail em 25/05/2013

Em Aquiraz, no Ceará, dona Tarcília Bezerra construiu uma expansão de seu cabaré, cujas atividades estavam em constante crescimento.
Em resposta, a Igreja Universal do Reino de Deus local iniciou uma forte campanha para bloquear a expansão, com sessões de oração em sua igreja, de manhã, à tarde e à noite.


O trabalho de ampliação e reforma progredia célere até uma semana antes da reinauguração, quando um raio atingiu o cabaré queimando as instalações elétricas e provocando um incêndio que destruiu o telhado e grande parte da construção.

Após a destruição do cabaré, o pastor e os crentes da igreja passaram a se gabar "do grande poder da oração".
Tarcília Bezerra dá entrevista

Então, Tarcília processou a igreja, o pastor e toda a congregação, com o fundamento de que eles "foram os responsáveis pelo fim de seu prédio e de seu negócio, utilizando-se da intervenção divina, direta ou indireta, e das ações ou meios.”

Tarcília Bezerra dá entrevista 
Na sua resposta à ação judicial, a IGREJA UNIVERSAL, veementemente, negou toda e qualquer responsabilidade ou qualquer ligação com o fim do edifício.

O juiz a quem o processo foi submetido leu a reclamação da autora e a resposta dos réus e, na audiência de abertura, comentou:

- Eu não sei como vou decidir neste caso, mas uma coisa está patente nos autos:

“Temos aqui uma proprietária de um cabaré que firmemente acredita no poder das orações, e uma igreja inteira declarando que as suas orações não valem nada!”.

2 comentários:

Mônica disse...

Pastor Anselmo, isto é altamente ridículo.
Isto é história para boi dormir.
Vê se um juiz vai perder tempo com estas besteiras ditas se for verdade isto aí! Que para mim, é mentira e muito sem noção e sem graça, e ridículo.
Vê se um juiz vai manifestar publicamente assim publicamente se um processo corre em sigilo da justiça este é a conduta! O juiz não pode dar nenhuma declaração destas sem concluir todo o processo, e quando dá a sentença, pública e manda a sua decisão da sentença as partes envolvidas, quando é processos cível.
Isto é coisa de blogueiros que não tem textos evangélicos edificantes e querem que nos aceitamos e engolir tudo que manda, Isto aí, este texto, é pavorosamente e sem noção ridículo.
O sujeito que escreveu isto aí deve ter mais consideração com nos os comentarista, pois não dá! Apenas isto. Este texto foi o fim da picada! Uma Verdadeira diarreia!

Pr. Anselmo Melo disse...

Mônica.
Concordo com você. Provavelmente isso é uma sátira.
Exatamente por isso alerto sobre a origem da matéria e publiquei no arquivo “humor”.
Fique na paz de Cristo e tenha um ótimo feriado.

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲