Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Estamos sendo vigiados? (Parte I – Câmeras)

Já sentiu aquela sensação de estar sendo espionado? Isso não é uma mera sensação,  é um fato. Com o avanço da tecnologia a espionagem ficou muito mais fácil. Elas estão na rua, nas lojas, nos bares, no metrô e nem sequer podemos perceber – são as câmeras de vigilância. Quem nunca viu uma placa dizendo: “Sorria, você está sendo filmado!”?
As mais comuns na rua são câmera escondidas em postes pela policia – em São Paulo já são uma câmera para cada dez habitantes, o que seria mais ou menos um milhão de câmeras na cidade toda. No Brasil 53% das câmeras estão concentradas no Sudeste, 22% no Sul, 12% no Centro Oeste e 9% no Nordeste. Londres é a capital mais vigiada do mundo, contando com 4,2 milhões de câmeras de vigilância. O site EarthCam mostra as câmeras do mundo inteiro.

E não é só da Terra que somos observados, mas também do espaço. O primeiro Satélite Espião Norte Americano foi lançado em 1960. Ele registrava fotos e lançava os rolos de filme no mar para que as Forças Aéreas os pegassem. À uma altitude de 400 a 600 km de pólo a pólo a Ikonos 2 pode fotografar objetos de até 1 metro. Ela foi lançada em 1999 e está operando desde 2000. O que era usado como sendo imagens de alta resolução para fins militares está agora comercialmente disponível para qualquer interessado, civil ou militar, seja pessoa física ou jurídica. E já existem dezenas ao redor do planeta.
À 36 mil km de altitude os satélites infravermelhos (DSP) podem detectar lançamento de mísseis, pois eles captam o calor emitido pelos objetos, mas mais baixo podem flagrar objetos camuflados e se fábricas estão em atividades.
Outro tipo de satélite espião é o de radar como o KH-12, capaz de distinguir objetos de até 30 cm usando micro-ondas, em dias nublados, de noite e até com chuva. Eles orbitam numa faixa de 400 a 600 km de altitude. Três deles chamados Lacrosse foram usados na guerra do Iraque e do Afeganistão, complementando o trabalho de satélites Combos (com infravermelho e óptico ao mesmo tempo)
Existem também os aviões não tripulados (conhecidos pela sigla em inglês UAV),  que voam numa altitude de 20 km, munidos de câmera e radares.
E você, o que acha disso? Será que é tudo para nossa segurança? Não deixe de comentar!

0 comentários:

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲