Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O zelo de Deus por sua própria Glória

Provavelmente nenhum texto na Bíblia revela mais explícita e claramente a paixão de Deus por sua própria glória que Isaías 48.9-11, onde Deus diz:
Por amor do meu nome retardarei a minha ira, e por amor do meu louvor me refrearei para contigo, para que te não venha a cortar. Eis que já te purifiquei, mas não como a prata; escolhi-te na fornalha da aflição. Por amor de mim, por amor de mim o farei, porque, como seria profanado o meu nome? E a minha glória não a darei a outrem.
Descobri que para muitas pessoas essas palavras vêm como seis materladas, que destroem a maneira antropocêntrica de enxergar o mundo:
Por amor do meu nome!
Por amor do meu louvor!
Por amor de mim!
Por amor de mim!
 

Como seria profanado o meu nome?
E a minha glória não a darei a outrem.

O que esse texto martela em nós é a centralidade de Deus em suas próprias afeições. O coração mais apaixonado pela glorificação de Deus é o coração de Deus. O objetivo final de Deus é preservar e manifestar a glória de seu nome.
Deus escolhe seu povo para sua glória:
Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; e nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, para louvor e glória da sua graça. (Efésios 1.4-6, cf. VV.12,14).
Deus nos criou para sua glória:
Trazei meus filhos de longe e minhas filhas das extremidades da terra. A todos os que são chamados pelo meu nome e os que criei para a minha glória. (Isaías 43.6-7)
Deus chamou Israel para sua glória:
Tu és meu servo; és Israel, aquele por quem hei de ser glorificado. (Isaías 49.3)
Eu liguei a mim toda a casa de Israel, e toda a casa de Judá, diz o SENHOR, para me serem por povo, e por nome, e por louvor, e por glória. (Jeremias 13.11)
Deus resgatou Israel do Egito para sua glória:
Nossos pais não entenderam as tuas maravilhas no Egito… antes o provocaram no mar, sim no Mar Vermelho. Não obstante, ele os salvou por amor do seu nome, para fazer conhecido o seu poder. (Salmo 106.7-8)


 Deus levantou Faraó para manifestar seu poder e glorificar seu nome:
Porque diz a Escritura a Faraó: Para isto mesmo te levantei; para em ti mostrar o meu poder, e para que o meu nome seja anunciado em toda a terra. (Romanos 9.17)
Deus venceu Faraó no Mar Vermelho para manifestar sua glória:
E eu endurecerei o coração de Faraó, para que os persiga, e serei glorificado em Faraó e em todo o seu exército, e saberão os egípcios que eu sou o SENHORE os egípcios saberão que eu sou o SENHOR, quando for glorificado em Faraó, nos seus carros e nos seus cavaleiros. (Êxodo 14.4,18; cf. v.17)
Deus manteve Israel no deserto para glória de seu nome:
O que fiz, porém, foi por amor do meu nome, para que não fosse profanado diante dos olhos dos gentios perante a vista dos quais os fiz sair. (Ezequiel 20.14)
Deus deu a Israel vitória em Canaã para a glória de seu nome:
E quem há como o teu povo, como Israel, gente única na terra, a quem Deus foi resgatar para seu povo, para fazer-te nome, e para fazer-vos estas grandes e terríveis coisas à tua terra, diante do teu povo, que tu resgataste do Egito, desterrando as nações e a seus deuses? (2 Samuel 7.23)
Deus não espalhou seu povo para a glória de seu nome:
Não temais; vós tendes cometido todo este mal; porém não vos desvieis de seguir ao SENHOR… Pois o SENHOR, por causa do seu grande nome não desamparará o seu povo. (1 Samuel 12.20,22)
Deus salvou Jerusalém de ataques para glória de seu nome:
Porque eu ampararei a esta cidade, para a livrar, por amor de mim e por amor do meu servo Davi. (2 Reis 19.34; cf. 20.6)
Deus restaurou Israel do exílio para glória de seu nome:
Assim diz o Senhor DEUS: Não é por respeito a vós que eu faço isto, ó casa de Israel, mas pelo meu santo nome… E eu santificarei o meu grande nome… E os gentios saberão que eu sou o SENHOR. (Ezequiel 36.22-23; cf. v.32)
Jesus procurou a glória de seu Pai em tudo que ele fez:
Quem fala de si mesmo busca a sua própria glória; mas o que busca a glória daquele que o enviou, esse é verdadeiro, e não há nele injustiça. (João 7.18)
Jesus nos disse para fazer boas obras, a fim de que Deus receba a glória:
Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus. (Mateus 5.16; cf. 1 Pedro 2.12)
Jesus advertiu que não buscar a glória de Deus torna impossível a fé:
Como podeis vós crer, recebendo honra uns dos outros, e não buscando a honra que vem só de Deus? (João 5.44)
Jesus disse que ele responde a oração para que o Pai seja glorificado:
E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. (João 14.14)
Jesus suportou suas horas finais de sofrimento para a glória de Deus:
Agora a minha alma está perturbada; e que direi eu? Pai, salva-me desta hora; mas para isto vim a esta hora. Pai, glorifica o teu nome. Então veio uma voz do céu que dizia: Já o tenho glorificado, e outra vez o glorificarei. (João 12.27-28)
Jesus falou assim e, levantando seus olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti. (João 17.1; cf. 13.31-32)
Deus deu seu Filho para vindicar a glória de sua justiça:
Deus propôs [Cristo] para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça… Para demonstração da sua justiça neste tempo presente. (Romanos 3.25-26)
Deus nos perdoa de nosso pecados por amor de si mesmo:
Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro. (Isaías 43.25)
Por amor do teu nome, SENHOR, perdoa a minha iniqüidade, pois é grande. (Salmo 25.11)
Jesus nos recebe em comunhão para a glória de Deus:
Portanto recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu para glória de Deus. (Romanos 15.17)
O ministério do Espírito Santo é glorificar o Filho de Deus:
Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar. (João 16.14)
Deus nos instrui a fazer tudo para sua glória:
Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus. (1 Coríntios 10.31; cf. 6.20)
Deus nos diz que sirvamos de uma forma que o glorificará:
Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá; para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder para todo o sempre. Amém. (1 Pedro 4.11)
Jesus nos completará com frutos de justiça para a glória de Deus:
E peço isto… [que vocês sejam] Cheios dos frutos de justiça, que são por Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus. (Filipenses 1.9,11)
Todos estão sob julgamento por desonrar a glória de Deus:
Tornaram-se loucos e mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. (Romanos 1.22,23)
Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus. (Romanos 3.23)
Herodes foi ferido mortalmente porque não deu glória a Deus:
E no mesmo instante feriu-o o anjo do Senhor, porque não deu glória a Deus. (Atos 12.23)
Jesus está vindo novamente para a glória de Deus:
Os quais, por castigo, padecerão eterna perdição, ante a face do Senhor e a glória do seu poder, quando vier para ser glorificado nos seus santos, e para se fazer admirável naquele dia em todos os que crêem. (2 Tessalonicenses 1.9-10)
O alvo final de Jesus para nós é que vejamos e desfrutemos de sua glória:
Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste; porque tu me amaste antes da fundação do mundo. (João 17.24)
Mesmo em ira, o alvo de Deus é fazer conhecido o poder de sua glória:
Querendo [Deus] mostrar a sua ira, e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita paciência os vasos da ira, preparados para a perdição; para que também desse a conhecer as riquezas da sua glória nos vasos de misericórdia, que para glória já dantes preparou. (Romanos 9.22,23)
O plano de Deus é encher a terra com o conhecimento de sua glória:
Porque a terra se encherá do conhecimento da glória do SENHOR, como as águas cobrem o mar. (Habacuque 2.14)
Tudo o que acontece redundará na glória de Deus:
Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém. (Romanos 11.36)
Na Nova Jerusalém a glória de Deus substitui o sol:
E a cidade não necessita de sol nem de lua, para que nela resplandeçam, porque a glória de Deus a tem iluminado, e o Cordeiro é a sua lâmpada. (Apocalipse 21.23)
 por John Piper  Fonte: IProdigo
Traduzido por Josaías Jr | iPródigo

4 comentários:

Anderson Ribeiro é disse...

Seu blog manifesta o principio protestante que exalta a soberania de Cristo . Deus em Cristo através da igreja reconcilia o mundo consigo .
Obg. pela visita em meu Blog .... Feliz 2013

Pr. Anselmo Melo disse...

Obrigado também meu irmão.
Que DEus abençoe sua vida ricamente.
Paz!

Murillo Vinagre disse...

Meu Caro,

Venho por meio deste agradecer-lhe a visita ao meu humilde blog e sugerir que sejamos parceiros para assim propagar as boas novas do evangelho de Cristo!

Ja estou lhe seguindo, um forte abraço! Paz.

Walter Filho disse...

O prazer é todo meu pr. Anselmo!
Que o sr. tenha um 2013 super "bença", pra vc, sua família e congregação! Valeu pela visita e pelas palavras de incentivo!
Seguindo e retribuindo a visita ao nosso web-espaço!!!
God bless you, Naquele que nos une!!!

"Microscopicamente falando" (João 3.30),

Pr. Walter Filho

http:/blogdowaltim.blogspot.com

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲