Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pastores e gestores



 Precisamos de pastores segundo o coração de Deus que apascentem o povo com ciência e com inteligência (Jr 3.15). Notamos o número expressivo de gestores de igrejas e não de pastores de ovelhas. Jesus disse a Pedro: "Apascenta as minhas ovelhas" e não administre templos, funcionários e contas no banco, etc.". Há pastores que são tocadores de obras. Precisamos redefinir a nossa postura pastoral à luz dos ensinos de Jesus e dos apóstolos. Nós não somos gestores, mas pastores. Não somos chefes ou patrões, mas servos, chamados como homens comuns para um trabalho extraordinário. 

Homens com os mesmos sentimentos que Elias. Deus nos chamou para cuidarmos da família e da Sua igreja, de gente e não de coisas, de empreendimentos imobiliários, obras, compra de equipamentos. Precisamos, sim, treinar pessoas íntegras para exercerem funções administrativas, para serem gestores éticos e eficientes. Que tenham fundamentação bíblica sólida, exercendo a função nesta perspectiva, vendo as coisas do ponto de vista de Deus.

Cada um deve cuidar do que lhe é próprio

Sabemos que não é fácil delegar quando toda a responsabilidade do organismo e da organização é do pastor-presidente. É sinal de maturidade investirmos no treinamento de líderes comprometidos com os valores do Reino de Deus. Homens e mulheres que estejam dispostos a dar o melhor de si mesmos para o Senhor e para a instituição ou igreja. Pastores e gestores podem viver integrados no diagnóstico e no prognóstico da Igreja. Lado a lado trabalham para o bem do povo e do testemunho do evangelho, visando a salvação de vidas preciosas. Que zelam pela pureza e dignidade do evangelho de Cristo porque estão comprometidos com a integridade dEle.

Os pastores devem tratar os gestores com amor, encorajamento, transparência, sinceridade. Os gestores devem honrar o Senhor respeitando e se submetendo aos seus pastores. A sintonia e a sinergia devem caracterizar a sua relação e o seu trabalho. Eles devem ser convergentes. Os pastores não devem interferir no trabalho dos gestores e nem vice-versa. Os limites devem ser respeitados. Contudo, o pastor é o líder-servo que pode e deve ser consultado nas macro questões da administração. Foi o que Jetro ensinou a Moisés (Ex 18.13-27).

Que pastores e gestores vivam em profunda comunhão relacional e administrativa. Tenham a consciência de que estão servindo o Senhor com alegria e singeleza de coração, sempre fazendo o melhor. Contribuam de forma decisiva para o crescimento qualitativo e quantitativo da Igreja de Jesus. Vivam humildemente, reconhecendo os erros e reparando-os. Busquem aprender dia a dia. Sejam o exemplo de amor, bondade, humildade, misericórdia, justiça, verdade, trabalho intenso, responsabilidade, ética e prazer em tudo o que realiza e sempre para a glória de Deus.

O grande desafio de pastores e gestores é a consciência de que o Senhor é o dono da obra e que deve ser honrado, dignificado em todo o tempo seja na vida pessoal, seja na prestação de contas. Que o Senhor Jesus cresça e eles diminuam. Sejam firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o trabalho do Senhor não é vão (1 Co 15.58). Temos na Bíblia o exemplo de pastor e gestor - Esdras e Neemias - que trabalharam para a reconstrução da cidade de Jerusalém e o fizeram espiritual, ética, emocional e fisicamente. Eles labutaram para a glória do Senhor. Deus estava no comando. Os homens de Deus são aqueles que obram para que a honra seja sempre do Senhor. Que tenhamos em nossas Igrejas pastores e gestores assim.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site http://www.institutojetro.com/ e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com
URL: http://www.institutojetro.com/Artigos/lideranca_geral/pastores_e_gestores.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: Pastores e gestores
Autor: Oswaldo Luiz Gomes Jacob

4 comentários:

Jordão disse...

Pastor Anselmo tem milhares de empregados de igrejas evangélicas que tem cracha com codígo de barra,são empregados das igrejas, e registram pontos ao entrar para o trabalho na igreja, e tem sua carteira de Trabalho registrada pela igreja, com contra-cheque.
Igreja é empresa para empregar alguém?
Igreja tem patrão que é o pastor líder? E o mesmo tem rede te Tv e etc? Como um pastor poder ter uma rede de tv se ele é sustentado pela igreja, e só trabalha lá! Uns pastores dizem que vedem livros para seu sustento além da igreja, será que vender livros, dá para comprar mansões, rede de tv, carros importados?
Pelo que sei o salário de pastor não é alto não!
Mas será o por fora, o famoso caixa dois, o geito brasileiro que multiplica seus salários?
Isto tudo tem que ser investigado pelo poder Judiciário, pois lá dentro das igrejas rola dinheiro solto sem ser incomodados.
Aliás nem pastor líder pode ser registrado como empregado da igreja, ele apenas recebe em assembleia com os membros da igreja se tiverem de acordo, uma ajuda de custos para sua manutenção diária.
Igreja é dos membros que contribuem com seus dízimo e ofertas e não de pastores que já fizeram delas seu reino pessoal, seu trono de rei.

"LABAREDAS DE FOGO" disse...

"Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete varões de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio. Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra" (Atos 6: 3 e 4).

Se nossos pastores atentassem para essa palavra as coisas estariam bem diferentes nessa questão!

Esse é um assunto que tem me incomodado muito nesses últimos dois anos. As vezes sou retaliado por chamar tanto a atenção para o versículo onde Pedro profetisa como seria o perfil da maioria dos pastores de nossos dias: Avarentos (amor do dinheiro e amor ao dinheiro). É, com letra maiúscula mesmo!

Relendo, no livro "A Cruz e o Punhal" do Rev David Wilkerson, o episódio, logo no início, em que se deu a sua "contratação" como pastor de uma igreja, podemos observar nesse aspecto como funcionavam, de maneira correta, as igreja dos EUA. Tem se copiado das "novas" grandes igrejas "americanas" quase tudo de ruim que está sendo empregado em nossas igreja.

Porque, lá e aqui, não buscam um concerto com a Palavra de Deus, abandonando os métodos humanos?

A maioria de nossos pastores não tem mais conserto?

gordom disse...

Pastor Anselmo se não se for lhe incomodar, gostaria aproveitar este espaço abêncaado,e mandar um abraço para o Georges Edward Alves, que postou este comentário, como Labareda de Fogo, um abraço Georges.
Se possível pastor Anselmo publique este abraço, pois não o vejo há tempo.

Pr. Anselmo Melo disse...

Publicado mei irmão.Disponha sempre.

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲