Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mesmo as crianças reconhecem o plano de Deus para o casamento

Um recente artigo na CNN.com pretendia mostrar a pais liberais como eles podem ensinar seus filhos a aceitarem o casamento homossexual. Certamente, o que isso nos mostra de forma ainda mais intensa é a capacidade das crianças de entenderem a fraude que é o casamento homossexual.
A autora, Lee Rose Emery, começa seu artigo recontando um tempo quando o assunto “casamento” apareceu numa conversa com seus filhos num passeio de carro. Emery, que não tem nenhuma intenção de demonstrar o desejo de Deus para o casamento a seus filhos, lembra de falar a eles que o importante para um casamento é “escolher alguém carinhoso e que realmente te ama”. Mas, depois de derramar sua “sabedoria” a seus filhos, sua filha de 8 anos de idade disse: “meninos não podem casar com meninos.”


Previsivelmente, o resto do artigo é uma tentativa de Emery de ensinar outros pais a despir seus filhos dos “preconceitos” contra o “casamento” homossexual.
Mas a Bíblia ensina que todas as pessoas, mesmo crianças como a dessa história, têm uma habilidade inata de discernir errado e certo, bom e mau (Romanos 1.19-20). Não é uma surpresa que crianças entendam a estrutura do casamento que Deus ordenou. Mesmo assim, é ainda menos surpreendente que alguns pais queiram suprimir essa verdade em seus corações, assim como fizeram em si mesmos (Romanos 1.18).
Mais adiante, a autora não comenta sobre a possibilidade que alguns pais querem ensinar seus filhos a definição de casamento. O mais próximo que ela chega é citando a experiência de Heather, uma mãe que “não crê em casamento homossexual”, mas rapidamente comenta que ela não julgará as pessoas.
Pais cristãos devem vigiar, nunca cessando de ensinar o que as Escrituras ensinam sobre todos os aspectos da vida. Certamente, isso pode ser feito numa idade correta e de maneira correta.
Qual, então, é a vontade de Deus para o casamento? Alguns breves comentários bem simples que podem te ajudar na criação de seu filho

Casamento é entre homem e mulher

Crianças gostam de história e o relato da criação é uma forma bem clara e interessante de ensinar as crianças. Deus criou homem e mulher.
“E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão” (Gênesis 2.22).
Para os judeus, tudo que Deus criou era bom. Portanto, Deus criou a mulher para Adão, para que ela fosse uma ajudadora idônea. Os gregos pagãos eram aqueles que colocavam em dúvida o material e o presente, mas nós temos certeza que isto é plenamente bom. Apenas se torna ruim quando desfrutado fora da vontade de Deus.

Casamento é monogâmico

Derivado do mesmo princípio, podemos dizer que se o que Deus faz é bom, então Deus criou uma mulher para Adão. Você pode andar pelas narrativas bíblicas com seu filho e mostrar quão desastrosas foram as tentativas de envolvimento com outras mulheres (Salomão, Davi). Uma boa lista para usar aqui é a dos líderes eclesiásticos. Uma coisa que diferenciava um presbítero de um membro comum de uma igreja era normalmente a capacidade de ensinar. Mas por exemplo, na lista de 2 Timóteo 3.2 (Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar) marido de uma só mulher é uma característica indispensável que não envolve o ensino.
O mais importante é deixar claro que o casamento é uma instituição boa e criada por Deus. Um casamento saudável é aquele em que existe um compromisso real entre as duas partes, o que nos leva para o próximo ponto.

Casamento é uma aliança

Estou ciente de que, ao tratar das características de uma aliança, será impossível agradar todas as posições. Mesmo assim, vou me arriscar. Quais, então, são as características básicas de uma aliança?
1. Uma aliança precisa de uma promessa
2. Uma aliança precisa de sacrifício (ou sangue)
3. Uma aliança precisa de testemunhas ou sinais
4. Uma aliança precisa ser celebrada
Quero deixar claro que essas são características básicas das alianças como nós vemos na Bíblia. Você pode andar por uma história Bíblica e mostrar cada uma dessas características para seu filho. Ele não precisa engolir todas num só dia, mas vez por vez, inculcando na cabeça dele (Deuteronômio 6.7).
Por exemplo, fale sobre a aliança de Deus com Abraão (Gênesis 15 e 22) e aplique para seu casamento com sua esposa.
  1. Deus fez uma promessa com Abraão (Gn 22.16-17) – “Por mim mesmo jurei, diz o SENHOR: Porquanto fizeste esta ação, e não me negaste o teu filho, o teu único filho,que deveras te abençoarei, e grandissimamente multiplicarei a tua descendência como as estrelas dos céus, e como a areia que está na praia do mar; e a tua descendência possuirá a porta dos seus inimigos” – Assim também leve seu filho a assistir as promessas de casamento que você fez à sua mulher.
  2. Deus providenciou o sacrifício para Abraão (Gn 15.9-10,17) – Deus “cortou” os animais e passou no meio. Simbolizando que, caso Ele quebrasse a aliança, deveria acontecer o mesmo a ele. Aqui você pode exemplificar sua aliança relembrando o que você tem feito por seu cônjuge. O que você abandonou, que ídolos vocês tem destruído? Quando seu filho for maior, você pode ensinar sobre o relacionamento sexual e o derramamento de sangue.
  3. Testemunhas ou sinais – Gênesis 17.11 chama a circuncisão de sinal. Mostre sua aliança e identifique este compromisso.
  4. A celebração da aliança – Gênesis 18.8 – Houve provisão de comida. Essa é fácil. Apenas mostre como foi importante cada minuto da celebração do casamento e como sua esposa até hoje se emociona com isso.
Por: 
Alex Mason -  Fonte: IPródigo
Este texto foi traduzido e modificado com autorização de Alex Mason | Traduzido por Rafael Bello | Original aqui

1 comentários:

Noemi disse...

Bendiciones, les visito desde El Salvador Centroamerica, desde mi blog www.creeenjesusyserassalvo.blogspot.com
COMPARTO MI TESTIMONIO DE SANIDAD PARA LA GLORIA DE DIOS.

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲