28/09/2012

Cerimônia celebra união estável de 47 casais gays nesta sexta, em SP

SÃO PAULO - Uma cerimônia comunitária gratuita irá oficializar a união estável de 47 casais homossexuais na cidade de São Paulo na noite desta sexta-feira, 28. O encontro, promovido pelo governo do Estado, será realizado no Centro de Tradições Nordestinas, no Bairro do Limão, e terá a participação de 32 casais de mulheres e 15 de homens. Eles assinarão um termo e receberão as escrituras no evento.

Os participantes já tinham se inscrito anteriormente e compareceram a uma reunião para tirar dúvidas sobre os diferentes tipos de comunhão de bens - parcial, total ou com separação total. Na ocasião, também foram informados sobre a possibilidade da conversão da união estável em casamento civil, a escolha do nome social e questões como procedimentos para adoção, fertilização, entre outras que envolvem a vida conjugal.

A ação é de responsabilidade da Secretaria Estadual da "Justiça e da Defesa da Cidadania", por meio do programa Centro de Integração da Cidadania (CIC) e da Coordenação da Diversidade Sexual. A Defensoria Pública do Estado de São Paulo e o 29º Tabelionato de Notas são parceiros, oferecendo, respectivamente, apoio jurídico e a isenção nas taxas cobradas pelo cartório. O Centro de Tradições Nordestinas, por sua vez, cedeu o espaço gratuitamente.

De acordo com a coordenadora do CIC, Maria Isabel Cunha Soares, a ação foi pensada para oferecer a oportunidade de oficialização da união estável em regiões carentes da cidade. "A defesa dos direitos humanos nas periferias normalmente é tardia. Mas a necessidade de as pessoas demonstrarem publicamente que são homossexuais e buscarem seus direitos também está presente por lá", declarou.

Segundo a Secretaria da Justiça, a cerimônia será aberta a convidados dos casais e ao público em geral.

Fonte: MSN Brasil - Estadão

Um breve, porém não menos indignado comentário.

A perversão e a imoralidade promovida e bancada pelo governo, com o dinheiro dos impostos que cidadãos que não concordão com isso pagam.
Esse é o governo que promove a sodomia e a perversão sexual, que quer regulamentar e chamar de normal o que Deus condena.
Author Image

Anselmo Melo
Anselmo Melo, Carioca, casado e pai de três filhos (herança do Senhor). Pastor Evangélico e empresário. Moro atualmente no Estado de São Paulo onde pastoreio a Igreja de Nova Vida em Limeira. Sou fundador e presidente da Associação Projeto Resgate Vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante,
Você pode elogiar ou criticar, observe apenas:

1-Não publicamos criticas de ANÔNIMOS e nem comentários que não estejam relacionados com o assunto.

2-Baixarias e palavrões também não.

3-Nem todas as publicações são de minha autoria e o fato de estarem aqui não implica necessariamente em que eu concorde com todo o teor do post.

4- Quer ser respeitado? Mostre respeito!