12/07/2012

Começou a normalização da pedofilia?

CNN abriga cientista simpático à alegação de predadores de crianças de que a culpa é das “conexões cerebrais”
Chelsea Schilling
Indivíduos que estupram crianças ou que fantasiam abusar delas sexualmente merecem simpatia pelo motivo de terem nascido com cérebros de pedófilos?
Essa é a questão levantada por um cientista e âncora famoso da CNN após o recente escândalo envolvendo Jerry Sandusky.

A CNN recentemente publicou uma reportagem de James Cantor, um psicólogo e cientista homossexual do Centro de Dependência e Saúde Mental da Clínica de Comportamento Sexual, que trabalha como professor associado de psiquiatria na Universidade de Toronto.
“Parece que é possível nascer com um cérebro predisposto a experimentar um estímulo sexual em resposta a crianças”, escreve ele em seu artigo para a CNN.
E continua: “Casos de abuso sexual de crianças que envolvem uma longa sequência de vítimas ao longo de anos ilustram o que pode acontecer quando alguém se rende aos seus interesses sexuais, ou deliberadamente os estimula, independente do dano potencial às outras pessoas. São esses casos que dominam as manchetes e provocam repulsa com relação aos pedófilos. Mas eles são raros. Um número incontável de casos merece simpatia. A ciência sugere que eles são indivíduos que, involuntariamente, nasceram com um impulso sexual ao qual devem resistir continuamente, sem exceção, ao longo da vida toda. Pouca ou nenhuma assistência está disponível para eles”.

De acordo com a Associação Americana de Psicologia, Cantor é entusiasmado pelas bases neurológicas do comportamento sexual, e brinca, “Sinto-me sortudo de ter encontrado uma maneira de estimular meu cérebro intelectualmente permitindo-me pensar em sexo o tempo todo”.
Ele estudou os cérebros de homens pedófilos por meio de ressonância magnética. Cantor explica suas descobertas:
“Homens pedófilos possuem uma quantidade consideravelmente menor de substância branca, que é o tecido conjuntivo responsável pela comunicação entre diferentes regiões do cérebro. Os pedófilos executam com desvantagem diversos testes de função cerebral, tendem a possuir estatura mais baixa e são três vezes mais propensos a serem canhotos ou ambidestros (características observáveis antes do nascimento). Embora características não biológicas possam se mostrar relevantes, é difícil, se não impossível, explicar as descobertas da pesquisa descartando um forte papel da biologia”.
Ele explica, da sua experiência com esses indivíduos, que os pedófilos agem com base nos seus impulsos sexuais e estupram crianças “quando se sentem mais desesperados”.
“No entanto, boa parte do que a sociedade faz tem ajudado a aumentar em vez de reduzir esse desespero”, escreve.
Nos EUA, observa Cantor, o foco tende a cair sobre as punições exigidas depois que o abuso sexual aconteceu, em vez de se implantar políticas sociais com foco na prevenção.
“Se são as conexões cerebrais que no fim das contas determinam quem irá desenvolver a pedofilia, poderíamos detectá-las cedo o suficiente para evitar o processo?” pergunta. “Até que descubramos mais informações, faremos um bem maior tornando mais fácil para os pedófilos buscarem ajuda do que forçá-los à discrição solitária”.
Enquanto isso, o âncora da CNN se intromete para expressar simpatia por Sandusky, considerado culpado de 45 das 48 acusações de abuso sexual depois de ter estuprado 10 garotos ao longo de 15 anos.
Don Lemon, da CNN, um homossexual assumido que revelou que foi estuprado quando criança, entrevistou Cantor sobre as suas descobertas. No trecho, ele afirma:
“Sei que muitas pessoas irão me enviar mensagens de ódio por isso. Nunca fui o tipo de pessoa que se alegra com a desgraça dos outros, e quando vi Jerry Sandusky sair algemado, senti um pouco de pena dele, mesmo que saiba que o júri havia descoberto que ele havia feito coisas terríveis, pensei: ‘A vida dele acabou’. Todos esses meninos, foi terrível para eles também. Não há vencedores”.
Enquanto isso, alguns especialistas alertam sobre campanhas bastante controversas nos últimos anos que buscam a simpatia, e até a normalização, da pedofilia.
No ano passado, a Dra. Judith Reisman, que lidera uma investigação do Ministério de Justiça dos EUA sobre o abuso sexual de crianças, afirma que os defensores da pedofilia estão utilizando a mesma estratégia aplicada com sucesso para tornar o homossexualismo um assunto de sala-de-aula para crianças pequenas nas escolas públicas do país.
Conforme noticiado pelo WND, Reisman esteve em uma conferência feita pelo grupo de defesa das “pessoas que sentem atração por menores” B4U-ACT, cujo objetivo era o de disseminar “informações precisas” sobre a posição de que a pedofilia é nada mais do que uma orientação sexual alternativa.
“Se um país estrangeiro viesse e fizesse isso em nosso país, todos ficariam escandalizados”, disse Reisman a respeito do evento do B4U-ACT, em que também esteve presente Matt Barber, vice-presidente do Liberty Counsel Action.
Os palestrantes pediram a remoção da pedofilia da lista de distúrbios mentais da Associação Americana de Psiquiatria no seu Manual Diagnóstico e Estatístico de Desordens Mentais (MDEDM).
Reisman explica que a mesma estratégia foi utilizada pelos ativistas homossexuais na década de 1970, quando a atração pelo mesmo sexo foi removida da lista de distúrbios da Associação. Mais tarde, seguiu-se a legalização do “casamento gay”, as aulas obrigatórias sobre o homossexualismo nas escolas públicas e a política que permite o homossexualismo assumido nas forças armadas dos EUA.
“O Dr. John Sadler (Universiade do Texas) argumentou que critérios diagnósticos para distúrbios mentais não deveriam ser baseados em conceitos de vício, uma vez que tais conceitos estão sujeitos a mudanças de atitudes sociais, o que desvia os profissionais de saúde mental do seu papel como terapeutas”, disse a organização B4U-ACT em um relatório sobre sua conferência em Baltimore.
Outra celebridade foi Fred Berlin, da Universidade de Johns Hopkins, que argumenta em favor da “aceitação e da compaixão por pessoas que sentem atração por menores”, continua o relatório.
O relatório se refere enfaticamente a “pessoas que sentem atração por menores” em referência aos pedófilos, e explica que as questões podem ser resolvidas com “informações precisas”. Richard Kramer, que representou o B4U-ACT no evento, sustentou que listar a pedofilia como uma desordem estigmatiza as “vítimas” dessa escolha de estilo de vida.
De acordo com Barber, os palestrantes da conferência disseram que o Manual Diagnóstico deveria “se concentrar nas necessidades” dos pedófilos e deveriam ter “um foco mínimo no controle social” em vez de um foco na “necessidade de proteger as crianças”.
Barber, defensor veemente dos valores judaico-cristãos e da família tradicional, disse ao WND que a conferência foi “a Associação Norte-Americana de Amor entre Homens e Meninos [conhecida pela sigla em inglês NAMBLA] disfarçada da linguagem pomposa de Ph.Ds elitistas”.
A NAMBLA defende abertamente a legalização das relações sexuais entre adultos e crianças.
“Isso é um monte de relativistas morais bem-educados da comunidade de saúde mental tentando atingir a tolerância absoluta", afirma Barber. “Essa gente são discípulos de Alfred Kinsey”.
Foi nas décadas de 40 e 50 que Kinsey, o “pesquisador” sexual, Kinsey publicou os seus escritos ridicularizando o casamento, a fidelidade e a castidade e pregando a experimentação sexual generalizada. Mas de acordo com a pesquisa de Reisman no livro “Sexual Sabotage” (“Sabotagem Sexual”), a pesquisa de Kinsey foi compilada com informações frequentemente obtidas de criminosos sexuais encarcerados, que depois eram retratados como integrantes da classe média americana.
Barber disse que os temas da conferência se tornaram claros rapidamente:
* Os pedófilos são injustamente “demonizados” na sociedade.
* O conceito de “errado” não deveria ser aplicado a “pessoas que sentem atração por menores”.
* “Crianças não são inerentemente incapazes de consentir” à relação sexual com um adulto.
* “O desejo de uma adulto de ter relação sexual com crianças é ‘normativo’”.
* E o Manual Diagnóstico “ignora que os pedófilos ‘possuem sentimentos de amor e romance por crianças’ da mesma forma que adultos heterossexuais possuem uns pelos outros”.
Barber observa que o palestrante autointitulado “ativista gay”, Jacob Breslow, afirma que é natural que as crianças sejam “o objeto da nossa atração”. Breslow sustenta que os pedófilos não deveriam precisar de consentimento de uma criança para ter relações sexuais da mesma forma que não precisam de consentimento de um sapato para calçá-lo, de acordo com Barber.
Berlin havia noticiado anteriormente que 67% dos pedófilos e estupradores de crianças tinham recaídas após serem tratados do distúrbio. Mas os poucos que não tiveram recaídas foram monitorados por apenas dois anos, e qualquer reincidência depois disso não foi relatada. E Reisman observa que mesmo suas “histórias” de sucesso eram anônimas e “não verificadas de forma alguma”.
Em um comentário relaciotado feito para o WND, Reisman afirma que “O caminho da Associação Americana de Psiquiatria para normalizar a pedofilia segue o sucesso da campanha do anarquismo homossexual. Possivelmente o lobby da mídia pedófila orientou os beijos apaixonados entre meninos na série de TV ‘Glee’ para permitir que seus amigos “que sentem atração por menores” possam ser vistos cada vez mais como ‘amigos’ sexuais de meninos’.
“O B4U-ACT alega estar ‘ajudando profissionais de saúde mental a aprenderem mais sobre a atração a menores e considerar os efeitos dos estereótipos, dos estigmas e do medo’. Enquanto o grupo alega querer ensinar aos pedófilos ‘como viver plenamente e se manter dentro da lei’, ninguém sugeriu como parar com seu desejo sexual por crianças ou com os abusos sexuais”, escreveu.
No entanto, em 2010, quando o Cardeal Tarcisio Bertone, secretário de estado do Vaticano, associou o homossexualismo aos abusos sexuais, Cantor rejeitou a alegação de que haveria uma ligação entre o homossexualismo e a pedofilia.
“A literatura científica é solidamente clara que não há absolutamente nenhuma associação entre ser gay e ser um pedófilo”, disse à CNN.
Traduzido por Luis Gustavo Gentil do artigo do WND: “Has the normalizing of pedophilia begun?
Author Image

Anselmo Melo
Anselmo Melo, Carioca, casado e pai de três filhos (herança do Senhor). Pastor Evangélico e empresário. Moro atualmente no Estado de São Paulo onde pastoreio a Igreja de Nova Vida em Limeira. Sou fundador e presidente da Associação Projeto Resgate Vida.

8 comentários:

  1. Isso é ridiculo, sou estudante do segundo ano de Psicologia, posso afirma-lhe em que danos ou deficiências em determinadas áreas do cérebro podem provocar impulsos diversos e deveras "incontroláveis", é para isso que a ciência trabalha, há, no entanto inúmeros outros casos em que a história pessoal provoca desordens emocionais e comportamentais, o que mesmo com acompanhamento psicológico não garante a "cura". No entanto sexualizar uma criança é criminoso, tudo bem que isso é uma questão cultural, já que em meados do séc. 15,se não me falhe a memória, foi quando a igreja católica passoau a pregar uma educação diferente a dada as crianças naquela época, o distânciamneto da vida adulta e a apreciação da inocência.Chega a ser uma estupides a alegação de que seria natural as relações sexuais entre adultos e crianças.
    Pessoas com esse tipo de desordem, seja quimica, física, emocional e/ou comportamental devem ser tratadas, e são de certa forma vitímas desses problemas sim, no entanto também são culpadas dos crimes que perpetram, por isso devem ser punidos.
    Um grande e comum erro é achar que os psicólogos querem a "liberdade" desses sujeitos, em verdade buscamos a compreensão do fenômeno, uma forma de prevenção, e a melhora no estado geral e na vida tanto daqueles que cometem o crime mas principalmente na vida daqueles que são vitimados pela ação destes sujeitos.
    Acabo de postar uma pequena matéria a esse respeito, gostaria que me desse sua opinião a respeito.

    Abraços
    misturebabrasilspab.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Pastor Anselmo esses tipos de pessoas para mim não é doença não! É safadeza mesmo!
    Pergunta ao pedófilo se ele enfia um pênis de borracha em seu ânos, dúvido que não faz.
    Agora se é doença como alguns dizem para se safar da cadeia, acho melhor fazer tratamento na Babilônia igreja Católica onde 90% do padres são gays e pedófilos. O cara faz a sacanagem e depois diz que é doente? AH! Para! O cara sabe o que está fazendo.
    É safadeza mesmo, e tem que ficar em cana preso, quem comete pedófilia pelo menos 30 anos.
    Doença que papo mais furado.
    Como homossexualismo é safadeza, e não doença.
    Pergunte se algum gay quer fazer tratamento psicológico,claro que não querem, eles gostam da sacanagem, e até estão procesando psicologos por dizer que é doença, ser prostituto é doença?
    Então estou no planeta errado.
    Agora virou moda no podre brasil; quem comete crime idêondo é considerado doente, com problemas psiquiatricos, para se safar de ser preso.
    Cana neles sem dó!
    Ou desce o porrete nesses safados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe, Sr. Cacá, mas há alguns erros em suas afirmações.
      Não há nada que comprove que a homossexualidade seja uma "safadeza", os indivíduos que se descobrem homossexuais também sofrem muito em função do nosso contexto sócio-histórico, se você pesquisar poderá comprovar que desde a Roma antiga há relatos de relacionamentos homossexuais, bem como no reino animal isso também ocorre. Muitos estudos sugerem que fatores genéticos e hormonais ALIADOS vivências pessoais(história de cada um) podem ser os fatores determinantes para o homossexualismo.
      O "problema" de muitos homossexuais é achar que tem direito a um tratamento diferenciado em razão de sua orientação sexual, muitos são agressivos, querem fazer de sua condição uma obrigação de aceitação, TODOS devem ser respeitados, independente de sua crença, "raça", sexo e orientação sexual. No entanto há MUITOS homossexuais que levam uma vida tranquila, não sendo nada esteriotipados, e que sõ preferem ter ralação com pessoas do mesmo sexo que ela, isso não prejudica em nada a sociedade...e é um direito dela.

      As leis de proteção a criança devem ser mais rigorosas, e há URGENTE necessidade de planos a curto e médio prazo para combater essa realidade.
      Os pedófilos muitas vezes são realmente pessoas com desvio de personalidade, sádicos, e com problemas mentais, muitos outros o são por também terem sido violentados na infância. Em nenhum caso significa que o sujeito não deva ser punido e retirado do convívio da criança, mas em razão dos motivos que levam as pessoas a cometer tais crimes é necessário a compreenção do que motiva esses comportamento.
      Se houve um crime há de ocorrer uma punição, mas não podemos negra que a sociedade tem culpa na criação dessas pessoas.

      Respeito suas colocações, mas é preciso que reflitamos para também não nos tornarmos criminosos.

      Abraços.

      Excluir
  3. Quer dizer se for violentado na infância tem que ser pedofilo? Ser bicha etc? E dar o troco da mesma forma?
    AH Me Poupe! No reino animal? veja bem minha cara, os animais são irracionais, então também o gay é irracional como voce colocou!
    Os gays sabem o que fazem e gostam!
    Tratamento é p... neles.
    Desde Roma antiga Nero era uma bichona, Cesar era uma bichona, e continua na igreja Católica até hoje.
    Minha cara! No Mosteiro, lá so tem sacanagem, homem com homem os frades e padres e mulher com mulher as freiras, e padres com freiras uma salada mista de sacanagem.
    Se dúvidas eu provo!
    Isto é desvio de conduta? Doença? Ou safadeza!
    Isto é normal lá na igreja Católica pois já estive lá dentro e sei disto, falo que já vi ok? E não sou gay!E detesto gay.
    90% do padres são pedofilos, até o atual Papa Bento está sendo processado por pedófilia se voce não sabe.
    E o pior ele está omitindo os pedofilos padres protegendo-os.
    Outra coisa já que voce insiste, um padre que converteu me disse, que várias vezes que ele estava dentro do confessionário, as pessoas ia até lá para confessar seus pecados, ele entrava no assunto de sexo e fica masturbando lá dentro,quando a mulher ia confessando suas sacanagem sexuais, fora as mulheres que ele transou, olha que ele não era gay, mas saiu de lá, porque o negocio era orgia direto.
    Minha cara, eu só acredito na psiquiatria e não na psicoligia que não é médico para analizar o corpo humano e dar diagnostico se é doença ou não! Já foi comprovado que pedofilia é bandindo mesmo, e gay é vontade própria do individuo, e não doença.
    Voce fica defedendo os gays, mas lembra que eles querem detornar voces psicologos no congresso nacional com uma lei que virá ok? Uma psicologa em São Paulo já foi alvo de processo dos gays contra ela ok?
    Isto está exposto para todos verem nos blogs, e jornais.
    Ser homossexual é doença? O próprio Clódovil que morreu disse que não é doença não, é opção da pessoa que gosta disto sacanagem.
    E dizer que tem homossexual bonzinho que são tranquilos? Minha cara, todos fazem sexo com outro homem sim, o próprio Jean o deputadinho gay disse isto para Marilia Gabriela em uma entrevista e riu, dizendo : Dizer que gays não fazem sexo? É uma mentira! Todos fazem sexo. foi a palavra do deputado Jean o gay.
    Como eu disse psicologia não é medicina!
    Tu podes dar atestado médico? Claro que não! Voces psicólogos querem dar uma de médico, que não são, minha cara cada um na sua!
    Aconteceu comigo quando me orientaram em procurar um psicologo, pois eu precisava de orientações e muitas eu consegui superar sozinho, mas quem deu orientação para a psicologa foi eu, não é papo furado não! Eu falei de um problema que passei que superei sozinho, e a psicologa estava com o mesmo problema que eu tinha, e ela me pediu orientação como eu consegui sair deste problema.
    Pensa bem! Eu que estava outros problemas, e tive que orientar a psicologa que perguntou como eu conseguir sair deste problema.
    Não dá!
    Então? fica meu adeus!
    Psicologia não é medicina para analizar quem é doente ou não!
    Deixem para os médicos falar se é doença ou não com exames clínicos, neurologicos, e psiquiatricos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você não me entendeu, e não vou ofende-lo de maneira nenhuma...o que existe a milhares no planeta são pessoas preconceituosas, que odeiam, que maltratam e que culpam outras pessoas.
      Você tem toda a razão de duvidar da conduta e da competencia de alguns psicologos, assim como existem "profissionais" ruins em todas as áreas, desde pedreiros até médicos, juizes e etc... mas quando voc~e generalisa voc~^e comete uma grande injustiça.
      Não vou convence-lo a confiar ou desconfiar de ninguém, somos resultado de nossa história de vida...então você deve ter suas razões para tomar essa posição, e eu tenho as minhas para dizer, também, o que lhe digo.
      Uma coisa que você compreendeu mal foi quando falei de gays que não prejudicam a sociedade, não agridem e nem ficam se expondo...eu não disse que eles não praticavam o sexo, disse que o sexo com um parceiro do mesmo sexo do sujeito era a única coisa que o diferenciava das outras pessoas não gays.
      É preciso que saibamos respeitar, você não é obrigado a gostar de nínguém, esse é um direito seu, mas quando somos preconceituosos e agredimos, mesmo que "apenas" verbalmente alguém perdemos qualquer razão que poderíamos ter até então.
      É verdade,não sou médica, e nunca disse que o era...talvez você tenha se confundido nisso também.
      A única coisa que afirmei é que OS MÉDICOS E CIENTISTAS, há vários, pode pesquisar, NÃO DÃO UMA EXPLICAÇÃO EXATA sobre o porque de muitas pessoas serem homoxessuais...A única coisa estranha é você acreditar que um dia um garoto de dez, doze anos se olha no espelho e pensa: "a partir de hoje vou ser gay, vai ser tanta 'safadesa'que nunca mais vou querer sair com uma menina". Entende o ponto a que quero chegar?
      É preciso compreender o que ocorre com as pessoas antes de julga-las... aliás creio que o JULGAMENTO nem compete a nós, não é?
      Uma das coisas que mais me entristessem no ser humano é a raiva, o preconceito e a maldade... enquanto não aprendemos a conviver, a respeitar e a amar o próximo muitas guerras ainda ocorrerão.
      Independentemente disso respeito sua opinião, mas me resguardo o direito de ter a minha também... quando o "alertei" a respeito de sua primeira postagem foi no intúito de informar... não de ofende-lo.

      Mas creio que não fui bem interpretada.
      Estou convicta de que fazer o bem, entender e proteger os inocentes são atitudes mais valorosas que disseminar o ódio.


      Um grande abraço a todos.

      Excluir
    2. Outra coisa: nunca disse que quem foi violentado na infância o fará com toda a certeza na vida adulta...se o senhor procurar ler a respeito dos estudos de Piaget e Vigotski perceberá que o desenvolvimento infantil é de extrema importancia para a formação cognitiva-comportamental-sentimental de todo ser humano.
      Desta forma uma criança que cresce, por exemplo, vendo a mãe apanhar todos os dias, vai montar um quadro comportamental diferente da criança que cresce num lar feliz e sem violência...qual delas o Sr. acha que terá mais chance de espancar e bater em outras pessoas durante sua vida adulta?E não será o mesmo com a criança que é violentada pelos próprios pais? Ela terá enormes problemas psicológicos...e esses não se curam com remédios e injeções, Sr.
      Isso não quer dizer que ela fará o mesmo quando ela crescer...mas as chances aumentas muitissimo.
      De qualquer maneira o ser humano ainda tem muito o que aprender.
      Enquanto uns não souberem respeitar os outros, enquanto a educação, a saúde e a alimentação de qualidade forem direitos mais de uns do que de outros... a mudança estará bem longe de nós...e a felicidade também.

      Novamente, abraços.

      Excluir
  4. Minha cara! se os gays não são agressivos olha as postagens que foram publicadas sobre as agressões dos gays contra a sociedade, olha nas postagens do Pastor Anselmo dias atrás, os gays nas ruas fazendo maior orgia e tirando onda com nossa cara, fazendo a sociedade de bobo, eles estavam fazendo sexo oral ao vivo e nus na rua! Crianças e pessoas do bem passando eles nem aí! Isto foi exibido fotos está no texto dele, peça a ele para mostrá-la.
    Veja melhor as coisas e veja os lados também.
    Veja, as agreções que o deputado feito nas coxas, o gay Jean Willys fez contra a igreja e a sociedade desafiando-nos.
    Minha cara como voce é do contra, voce deve estar gostando do brasil podre, da liberação que será profissão: "A prostituição" com carteira assinada", que o gay o deputado Jean Willys está fazendo, em que planeta voce vive?
    Acorda! E use sua psicologia para defender a moral da sociedade do bem como eu faço.
    OLHA EU DETESTO GAYS NÃO PELA PESSOA, O SER HUMANO, e sim pelas suas sacanagens, não aceito mesmo!
    O homem tem que ser homem, macho a mulher, mulher, assim Deus os constituiu.
    E pedófilos é na cadeia, estes coitados viram mulher de cela com calsinha e baton ok?
    Se o sujeito foi violentado, ele quer depois descontar em outra pessoa, é o que acontece sempre, e com violencia, vira criminoso. Isto é doença? Ou resposta da agreção que sofreu! É ódio!
    Aí o sujeito vira réu! Assassino, estrupador, etc da pior qualidade! Virá um carrocel que não acaba como estamos vendo!
    Minha cara, eu fui do Conselho de Sentença do Tribunal do Juri, da Justiça, e já presenciei em julgamento vários casos deste tipo e as istórias, que são as mesma para se safarem da cadeia.
    Tenho experiências próprias, e além disso tem médico forense que fazem exames para detectar o grau de pericolosidade da pessoa.
    São psicopatas mesmo, e não doença, não me venha dizer que psicopata é doença, o sujeito é calculista e sabe o que está fazendo, e também não ia ter mais cadeias, e sim hospitais para doidos.
    AH! Para!
    Vejo que a pscologia, é para tentar ajudar as pessoas com problemas, junto com medicina que é o principal,e rémidios.
    Mas para isto minha cara compreeendo que o espaço é para psiquiatras e neurológicos médicos, aí eu entendo porque as empresas estão lotados de psicologos.
    Olha que eu entrei em uma empresa multinacional onde os exames eram enérgicos e eu estava cheios de problemas como disse aí em cima no comentário, e com confuções mentais, tomando rémedio controlado faxa preta, olha que consegui entrar, que tipo de avaliação é está? Que não consegue detectar a pessoa, eu está péssimo mesmo!
    E entrei na empresa, só falei na entrevista pessoal abobrinha, e contradições e entrei na empresa.
    Não seria melhor trabalharem juntamente com polígrafos? pode ajudar no resultado?
    Agora dizer amor aos gays? amor aos pedofilos? amor a bandidos assaltantes, traficante? Não seja ..., amar sacanas? Voce ama os Gays e etc estes mencionados? Resposta sincera eu lhe dou! Não!
    Que ridículo é isto que dizes!
    Como eu disse, os gays estão contra voces da psicologia, e estão desparando processos criminais contra voces da psicologia e igrejas, e voce ainda os defendem?
    OBS: Nas igreja eles se deram mal, e estão dando mal.
    Eles querem acabar com a moral da sociedade, e eu vou lutar até o fim para não isto acontecer.
    Voce gostaria de ver seu filho andando de calcinha rebolando, andando se saia? Claro que não! Não me venha dizer que opção sexual que não é, é safadeza, isto entristeçe à todas família do bem!
    Falando cuto e grosso para voce entender.
    Sobre saúde, educação, nunca teremos! O dinheiro nosso tem que ir para cuecas, bolsas, perucas, para fora do brasil pelos políticos está é a lei do brasil lixo, é isto que prevalece, e nunca vai acabar.
    O povo é uma marionetes dos políticos que fazem o que quer e dão cano na nação e ninguém fala nada e faz nada, e votam neles de novo.
    É o ditado pupular : O POVO DIZ: EU GOSTO DISTO!
    Não vou perder mais tempo com voce ok? Thau!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio, então, que terminamos por aqui, Sr.
      Cada qual com suas idéias e postura. É assim que diz o livre arbítrio.
      Uma boa vida a todos, que façamos o melhor que pudermos, para que, no final, não sentirmos que como se poderíamos ter feito mais.

      Abraços.

      Excluir

Seu comentário é muito importante,
Você pode elogiar ou criticar, observe apenas:

1-Não publicamos criticas de ANÔNIMOS e nem comentários que não estejam relacionados com o assunto.

2-Baixarias e palavrões também não.

3-Nem todas as publicações são de minha autoria e o fato de estarem aqui não implica necessariamente em que eu concorde com todo o teor do post.

4- Quer ser respeitado? Mostre respeito!

Autor


Anselmo Melo, Carioca, casado e pai de três filhos (herança do Senhor). Pastor Evangélico e empresário. Presidente do COPEL, Conselho de Pastores Evangélicos de Limeira. Moro atualmente no Estado de São Paulo onde pastoreio a Igreja de Nova Vida em Limeira. Fundador e Presidente da Associação Projeto Resgate Vida.
Saiba mais →

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *