Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pastor Marcos Pereira será investigado pela Polícia Civil

As acusações são tão fortes que um inquérito será aberto para apurar todas as denúncias
A Polícia Civil do Rio de Janeiro vai investigar as acusações feitas pelo coordenador da ONG AfroReggae, José Júnior, ao jornal Extra, dizendo que o pastor Marcos Pereira, daAssembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) é o mentor dos atentados promovidos pelo tráfico em 2006 e 2010.
Júnior também alega que o pastor teria encomendado sua morte por se sentir ameaçado pela ONG que, assim como ele, trabalha para ressocializar dependentes químicos e criminosos. Ao ler o jornal com as denúncias a chefe de Polícia Civil, Martha Rocha pediu para que a delegada Valéria Aragão, da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) se empenhasse para investigar o caso.
Para começar, a delega Valéria vai recolher o depoimento de José Júnior, das testemunhas indicadas por ele e só depois o líder da ADUD será convocado para prestar esclarecimentos.
“Só depois que ouvirmos o José Júnior poderemos definir os crimes que vamos investigar. As denúncias são sérias: de envolvimento com o tráfico e de ordenação de ações violentas nas ruas do estado”, disse ela que também vai buscar informações sobre um inquérito aberto pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), que existiu antes da Dcod, que investigou o pastor na época do governo de Rosinha Garotinho.
Pastor se defende de acusações
Na noite desta quinta-feira (1) a assessoria do pastor Marcos Pereira enviou uma nota para a imprensa dizendo que ele entraria com processo judicial já que as denúncias de José Júnior “agrediram” a sua honra. Os advogados do líder da ADUD haviam marcado uma coletiva de imprensa, que foi cancelada porque o líder estava de jejum.
Na nota enviada estava escrito que Pereira ficou surpreso e indignado com as acusações. “Durante muitos anos, atraímos o olhar desconfiado de muitas pessoas, o que me colocou sob investigação e monitoramento intenso e permanente dos órgãos policiais, sem que nenhuma, repito, nenhuma ligação minha ou da igreja que presido tenha sido identificada. Trabalhar com criminosos visando a sua recuperação é diferente de se envolver com criminosos, e esta fronteira eu nunca ultrapassei”, disse ele.
Com informações Jornal Extra

6 comentários:

Nike disse...

É pastor Anselmo, é compricado dizer se o pastor está metido nesta acusação ou não!
É uma acusação séria e tem que ser apurada!
Vamos ver as provas se ele é ou não é, as provas vão dizer!
É uma investigação policial e não devemos atrapalhar o andamento das investigações.
Portanto este caso é da polícia.
Vamos aguardar o final das investigações para comentar!

megaupload disse...

cara de bandido tem esse José Junior !! mas como diz a BIblia -Deus é justiça - e concerteza a maior, mas vale lembrar que a biblia nos adverte sobre as perseguição nos últimos dias com um trabalho tão abrangedor ele( o pastor) certamente ja estava esperando!! Deus Abençoe a todos!!

Anônimo disse...

o povo cego naum tem o espiritoo de Deus naum e calunia....

Anônimo disse...

eu nao acredito nessa acusaçoes.eu conheço o ministerio adud e o negocio ali e serio.quem nos justifica e deus.

priscila disse...

o pastor marcos pereira é um safado não vale nada eu já fui diversas vezes na igreja dela e vejo o quanto ele é dbochado ele chama as irmãs da igreja de mulheres das cavernas eu fico com pena da minha vizinha e dos fies porq não pode ve tv,tem andar ataviado,não pode se depilar,não pode cortar o cabelo.moral da historia o pastor pode fazer tudo como:abusar de mulheres,maltratar crianças e ter e
nvolvimento no trafico etc.

mateus amodor disse...

sempre ira existir pessoas que iram tentar acabar com a palavra de deus iram tentar mais cairam por terra ok.

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲