01/09/2011

Ser feliz ou ter razão

São oito da noite numa avenida movimentada.
O casal já esta atrasado para jantar na casa de alguns amigos.
O endereço é novo, assim como o caminho, que ela conferiu no mapa antes de sair.
Ele dirige o carro.
Ela o orienta e pede para que vire na próxima rua à esquerda.
Ele tem certeza de que é à direita.


Discutem. Percebendo que além de atrasados, poderão ficar mal humorados, ela deixa que ele decida.
Ele vira a direita e percebe que estava errado.
Ainda com dificuldade, ele admite que insistiu no caminho errado, enquanto faz o retorno.
Ela sorri e diz que não há problema algum em chegar alguns minutos mais tarde.
Mas ele ainda quer saber: Se você tinha tanta certeza de que eu estava tomando o caminho errado, deveria insistir um pouco mais.
E ela diz: Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz.
Estávamos a beira de uma briga, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite.

Essa pequena historia foi contada por uma empresária durante uma palestra sobre simplicidade no mundo do trabalho.
Ela usou a cena para ilustrar quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos razão, independente de tê-la ou não.
Desde que ouvi esta história, tenho me perguntado com mais freqüência:
Quero ser feliz ou ter razão?

Autor desconhecido.



Esse é um bom exemplo para ser seguido. Quantas vezes nos envolvemos em discussões tolas e sem sentido? Quantas amizades ficam estremecidas e até mesmo se perdem por intransigência em alguma questão ou assunto? Quanto prejuízo e quanta dor poderiam ser poupados?

Temos de ser firmes naquilo que cremos, ser tolerante não quer dizer em hipótese alguma que temos de ser coniventes com algo errado, mas, discutir apenas para provar que estamos com razão certamente não é a melhor postura que podemos adotar.

Bom é o sal; mas, se o sal se tornar insípido, com que o temperareis? Tende sal em vós mesmos, e paz uns com os outros.Marcos 9:50

Pr Anselmo Melo
Author Image

Anselmo Melo
Anselmo Melo, Carioca, casado e pai de três filhos (herança do Senhor). Pastor Evangélico e empresário. Moro atualmente no Estado de São Paulo onde pastoreio a Igreja de Nova Vida em Limeira. Sou fundador e presidente da Associação Projeto Resgate Vida.

5 comentários:

  1. BOM DIA.

    Passei para retribuir a visita,que DEUS continue te abençoando grandemente...fica na paz.

    ResponderExcluir
  2. Paz meu pastor,

    Eu quero e prefiro ser feliz, mas como é difícil...ter razão é tentador..., "tô" me policiando principalmente na blogosfera.

    Abração, tenha um bom dia...

    ResponderExcluir
  3. Querido irmão e amigo Pr Anderson.É difícil mesmo, em qualquer circunstância.isso é próprio do homem.Acredito que deveria ser um exercício diário.
    Paz!

    ResponderExcluir
  4. Olá pastor Anselmo, agradecendo a visita e comentário em meu blog, e quando os senhor publicar o texto sobre imersionismo me avise, quero interagir com o mesmo se me for permitido.

    ResponderExcluir
  5. Isso é algo tão dificil de praticar .... mas sem esforço nunca conseguiremos ser melhores ...

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante,
Você pode elogiar ou criticar, observe apenas:

1-Não publicamos criticas de ANÔNIMOS e nem comentários que não estejam relacionados com o assunto.

2-Baixarias e palavrões também não.

3-Nem todas as publicações são de minha autoria e o fato de estarem aqui não implica necessariamente em que eu concorde com todo o teor do post.

4- Quer ser respeitado? Mostre respeito!

Autor


Anselmo Melo, Carioca, casado e pai de três filhos (herança do Senhor). Pastor Evangélico e empresário. Presidente do COPEL, Conselho de Pastores Evangélicos de Limeira. Moro atualmente no Estado de São Paulo onde pastoreio a Igreja de Nova Vida em Limeira. Fundador e Presidente da Associação Projeto Resgate Vida.
Saiba mais →

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *