08/08/2011

7 dicas para se tornar um herói gospel no mundo virtual


1) Crie um blog e se autodenomine “apologeta” (mesmo que não saiba o que é isso, tá na moda!) ou “cristão reformado” ou “cristão pensante”; Se quiser ser mais “cult”, denomine- se “um cristão libertário”

2) Fale mal de tudo o que você encontrar pela frente; principalmente daqueles que são melhores que você;

3) Detone aqueles que todo mundo detona, principalmente quando o tema é teologia e você não sabe nada do que está falando, apenas repetindo conceitos que lhe foram empurrados, mas que parecem “bíblicos”;

4) Procure seguidores na faixa dos 20/25 anos, que estão “cansados da igreja”; eles acharão o máximo alguém que se diz livre da “instituição”;

5) Diga que você é um pastor ou um líder diferente dos outros, e paga o preço de só dizer a verdade e não se vender ao “sistema”; de preferência diga que está sendo perseguido;

6) Ah! É claro… faça uma twitcam SEMPRE, mesmo que não tenha nada a dizer e repita sempre os mesmos chavões que essa turma gosta de ouvir, de preferência baseado nosmelhores catecismos e cânones;

7) Se não tiver capacidade, plagie textos sem qualquer dor na consciência; afinal não importa a ética, o importante é impressionar!

8) Visite outros blogs com "conteudos" parecidos, siga, elogie, assim o autor vai se sentir na obrigação de fazer o mesmo, você terá mais "carinhas" no gadget em sua página mostrando que você é um cara de "sucesso".

9) Só coloque um contador de visitas caso tenha realmente números expressivos para mostrar, ou coloque um daqueles que você define a contagem inicial. Você pode por exemplo começar seu contador com um milhão de acessos. O unico problema aqui é que quem conhece, sabe reconhecer quando o contador é do tipo que permite esse artificio. Mas, qual é o problema? Não é fama que você está querendo???

"Mas eu vos digo que de toda a palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no dia do juízo." (Mt 12:36)
Author Image

Anselmo Melo
Anselmo Melo, Carioca, casado e pai de três filhos (herança do Senhor). Pastor Evangélico e empresário. Moro atualmente no Estado de São Paulo onde pastoreio a Igreja de Nova Vida em Limeira. Sou fundador e presidente da Associação Projeto Resgate Vida.

8 comentários:

  1. Fenomenal!!!!!!!
    Vou fazer isso agora mesmo!!!!!
    hehehe!!!!
    O que é twitcam?????? Só falta descobrir isso pra começar a detonar!!!!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. “apologeta” Diz pra mim o que é.

    ResponderExcluir
  3. Anselmo,

    Acabei de postar no Saboroso Saber um manifesto pró-instituições e pró-tradição... ixi... acho que tô indo na contra-mão do sucesso virtual... me dei mal!!!!

    Cesar

    ResponderExcluir
  4. João Paulo,Apologética é a defesa racional do Cristianismo Bíblico. O Cristianismo é uma fé embasada sobre as razões dessa fé. A fé não é a razão e a razão não é fé. Mas a fé não pode ser dissociada da razão para que não deixe de existir. É a compreensão da mente e o assentimento a essa compreensão que estabelecem o capo de ação, a fim de que o Espírito de Deus regenere a alma e implante a fé. Como Deus é racional em seu trato com os homens, Ele fez os homens com uma mente racional. Isso não significa que os cristãos devam ser racionalistas, mas sim, racionais.
    Apologética é a defesa Bíblica Racional de Jesus Cristo [como Deus] e de Sua Palavra contra as satânicas filosofias, as seitas: (Mormonismo, TJs, Ateísmo, Agnosticismo, Estoicismo, Socionismo, Catolicismo Romano e muitas outras), as quais pululam neste mundo, contestando a veracidade [e infalibilidade], bem como a vontade de Deus revelada na Bíblia.
    Não é de admirar que os Puritanos tenham sido excelentes na defesa racional da Bíblia, entrincheirando-se na lógica rameana [ou racionalização de Pierre Ramee ou Petrus Ramus - 1515-1572].
    Veja mais aqui -http://www.cpr.org.br/Quem_e_Apologista.htm

    ResponderExcluir
  5. Tem ficar ligado nas dicas Cesar,rs.

    ResponderExcluir
  6. Obrigado Pastor!

    A paz.

    ResponderExcluir
  7. Por nada meu irmão,disponha sempre.Paz!

    ResponderExcluir
  8. Precisamos tomar muito cuidado quando emitimos nossas opiniões sem antes, analisarmos os dois lados da mesma moeda. É claro que existem realmente oportunistas em diversas redes sociais tentando se auto-promoverem as custas da insatisfação do povo, aproveitando-se da ignorância de alguns verdadeiros "analfabetos" de bíblia. Por outro lado também existe aquilo que eu denomino o "poder paralelo" da fé e que são lideres religiosos gananciosos e hipócritas (alguns pastores maçons e até mesmo satanistas) que, infelizmente estão infestando cada vez mais este sistema religioso contemporâneo. Sou blogueiro sim e apologista ferrenho de um fé verdadeira e consistente, fundamentada apenas no testemunho fiel e absolutamente confiável - sobretudo em se tratando de assuntos referentes a Salvação e a Vida Eterna. É preciso identificar, embora ainda não possamos separar o joio do trigo, mas desde já se pode ver a diferença dos que são luz, dos que são trevas, dos que servem a Deus, dos que servem ao seu próprio ego e as necessidades pessoais. (João 3. 17 Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
    18 Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.
    19 E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.
    20 Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas.
    21 Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.) "Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve." (Malaquias 3 : 18)

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante,
Você pode elogiar ou criticar, observe apenas:

1-Não publicamos criticas de ANÔNIMOS e nem comentários que não estejam relacionados com o assunto.

2-Baixarias e palavrões também não.

3-Nem todas as publicações são de minha autoria e o fato de estarem aqui não implica necessariamente em que eu concorde com todo o teor do post.

4- Quer ser respeitado? Mostre respeito!