Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Müller:"Perdi tudo" ! Vaidade de vaidades, diz o pregador!

O livro de Eclesiastes é freqüentemente chamado de ácido, o desabafo do autor põe em dúvida a validade de todo trabalho feito pelo homem nas mais diversas áreas de sua vida. O autor sentencia: Tudo de vaidade!
No entanto existe no mesmo livro um conselho para que o homem se recorde do Senhor, e que faça isso ainda jovem: “Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento”; Eclesiastes 12:1 sugere que essa é a única formula de construirmos em alicerce firme, a fim de que nossa jornada aqui na terra seja repleta de sentido independentemente dos prazeres mundanos ou da riqueza que porventura venhamos a adquirir.


Não pude deixar de me recordar dos conselhos deste livro, quando, deparei-me com a triste história do ex- jogador Müller.
Müller ganhou tudo com o futebol. E perdeu tudo depois. Em entrevista ao jornal Marca, o ex-jogador contou como, depois de 20 anos de uma grandiosa carreira, jogou fora milhões de reais com besteira, como ele mesmo diz.
“Sempre tive o futebol como meio de sobrevivência e é assim até hoje. Errei muito na vida. Fiz muita bobagem”, afirmou Müller, bicampeão do mundo com o São Paulo em 1992 e 1993 e campeão com a seleção brasileira em 1994. “Não sei se é bom dizer isso, mas é a verdade. Gastei tudo com mulheres, carros, etc. Com vaidades, amigos de ocasião. Muita gente se aproveitou de mim”.
Hoje, Müller diz que não tem nada. Nem bens materiais ou plano de saúde. Até a igreja que administrava teve que vender. Ele mora de favor na casa do ex-lateral Pavão, seu companheiro dos tempos de São Paulo e um dos únicos amigos verdadeiros que fez no futebol. “Somos amigos, eu morava de aluguel e estava sempre na casa dele. Então, o Pavão me chamou pra morar lá. Faz uns seis meses que estou na casa. É boa. São quatro quartos e fica no Morumbi”, falou.
Apesar de tudo, o ex-atacante de 45 anos assegura que não sente falta do mundo da bola ou da vida de rico. “Só tenho boas lembranças e isso é suficiente. Curti o que tinha que curtir. Agora, acabou”, disse. “Posso dizer que eu não sou exemplo para ninguém. O futebol me proporcionou tantas coisas boas que não posso me queixar de nada. Tenho um nome e fiz uma história”.
Vi aqui

7 comentários:

Missionária Bella Dourado disse...

Nessa questão o talento de jogador ele não perdeu, de campeão; mas o fato de estar sem grana é normal pois se foi imprudente , não pensou no futuro, colhe o que plantou.

Que Deus olhe por Ele como Servo e como ovelha.

E o fato de não sentir falta de nada é semelhante a criança que se farta e depois apreende o que é mais importante.

Que Deus abençõe as nossas vidas e que me breve possamos ter notícias deste pregador.

Paz do Senhor, abençoada noite.

Blog novo. www.dalmodourado.blogspot este é do meu marido se tiver um tempo visite.

Anselmo Melo disse...

Olá Missionária Bella Dourado.Senti sua falta aqui no blog.Que bom que apareceu.
Vou dar uma conferida lá.
Que a paz de Cristo transborde em vosso coração.Paz!

Telma Moreira de Carvalho disse...

Shalom Pr Anselmo, obrigada pelo comentário no meu blog e por seguir. Sempre gostei do Muller como jogador, e tive a oportunidade aqui em BH de vê-lo em uma igreja pregando. Não tenho muitas notícias dele hoje, mas como irmão nosso eu desejo e sei que o Deus Eterno está cuidando dele, as coisas q nos acontecem são para o nosso aprendizado e maturidade, infelizmente quando somos jovens, não pensamos em futuro e somos imprudentes como a Bella disse acima. Mas quem tem Jesus de verdade, a sua graça nos basta, as outras coisas são acréscimos da bondade de Deus para nós. Parabéns pelo blog, muitas informações. Fico por aqui!

Anselmo Melo disse...

Irmã Telma.
Que possamos mesmo todos os dias entregar nossas vidas por completa nas mãos do Eterno.Independente de qualquer situação ele sempre cuidará de nós.Paz!

Cesar M. R. disse...

Uma pena que as pessoas se descontrolem assim.
Do texto, só não entendi dizer que ele teve que vender a igreja que administrava... Igreja se vende? Como se fosse um negócio, um comércio? Ou será que foi o templo que foi vendido depois que a igreja deixou de existir?
Que Deus o abençoe em paz.

Loís disse...

Pastor Anselmo Melo, já diz tudo, não precisa falar mais nada.
Vaidade de vaidade diz o pregador, tudo é vaidade é correr atrás do vento.
Ou seja o vento não tem direção e a pessoa sem Deus também; e o diabo, a espreita esperando o próximo, a próxima vítima para tragar a pessoa.
Somos forasteiros e peregrinos nesta terra.
O negocio e o único que o cristão deve fazer e: Buscar primeiro o reino de Deus e sua justiça, e ide por todo o mundo e pregai o evangelho a todo a criatura.
Se não assim está fazendo, desobedecendo a ordenança de Jesus,vai pagar o preço da desobediência; que gera isto aí, e coisas piores do que estas que este homem está passando.
O homem sem a direção de Deus, sem o compromisso com Deus, será presa fácil para o diabo.
Não ameis o mundo nem as coisas que nela há, quem ama o mundo o amor do Pai, de Deus não está nele.
Assim disse Jesus Cristo o Nazareno.

Pr Anselmo Melo disse...

É verdade Loís.Quando valorizamos mais as coisas do mundo do que as do Reino é exatamente o que acontece.
Paz!

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲