Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vítima de bullying dá entrevista na TV

No uso coloquial "acossamento", ou entre falantes de língua inglesa ou"intimidação"bullying é frequentemente usado para descrever uma forma de assédio interpretado por alguém que está, de alguma forma, em condições de exercer o seu poder sobre alguém ou sobre um grupo mais "fraco". O cientista sueco - que trabalhou por muito tempo em Bergen (Noruega) - Dan Olweus definebullying em três termos essenciais:
1-O comportamento é agressivo e negativo;
2-O comportamento é executado repetidamente;
3-O comportamento ocorre num relacionamento onde há um desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas.


Infelizmente essa é uma prática antiga e vitima emocionalmente muito mais crianças e adolescentes do que poderíamos imaginar.
Assim afirma Orson Camargo,Graduado em Sociologia e Política pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo – FESPSP
"As crianças ou adolescentes que sofrem bullying podem se tornar adultos com sentimentos negativos e baixa autoestima. Tendem a adquirir sérios problemas de relacionamento, podendo, inclusive, contrair comportamento agressivo. Em casos extremos, a vítima poderá tentar ou cometer suicídio.
O(s) autor(es) das agressões geralmente são pessoas que têm pouca empatia, pertencentes à famílias desestruturadas, em que o relacionamento afetivo entre seus membros tende a ser escasso ou precário. Por outro lado, o alvo dos agressores geralmente são pessoas pouco sociáveis, com baixa capacidade de reação ou de fazer cessar os atos prejudiciais contra si e possuem forte sentimento de insegurança, o que os impede de solicitar ajuda.
No Brasil, uma pesquisa realizada em 2010 com alunos de escolas públicas e particulares revelou que as humilhações típicas do bullying são comuns em alunos da 5ª e 6ª séries. As três cidades brasileiras com maior incidência dessa prática são: Brasília, Belo Horizonte e Curitiba.
Os atos de bullying ferem princípios constitucionais – respeito à dignidade da pessoa humana – e ferem o Código Civil, que determina que todo ato ilícito que cause dano a outrem gera o dever de indenizar. O responsável pelo ato de bullying pode também ser enquadrado no Código de Defesa do Consumidor, tendo em vista que as escolas prestam serviço aos consumidores e são responsáveis por atos debullying que ocorram dentro do estabelecimento de ensino/trabalho".
Esteja atento a qualquer sintoma e investigue para ter certeza de que seu filho não está passando por esse tipo de agressão.
Pr Anselmo Melo

0 comentários:

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲