Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Fingimento, a capa de satanás


Começamos, sempre, pelo significado da palavra:
Fingimento - s. m., engano, aparência, hipocrisia, falsidade, simulação.
Só o fato de conhecer o significado de fingimento nos mostra os terríveis males que acompanham os que dele fazem prática. A começar pelo engano, onde as pessoas enganam as outras com palavras e atitudes falsas, ou seja, levam outras pessoas ao engano sobre suas verdadeiras intenções.

 O fingimento é a capa de Satanás porque é através deste artifício que a sociedade convive. Muitas “amizades” são fingidas, como diz o próprio significado, uso do aparente, tudo para externar uma falsa imagem de bondade, boas intenções etc., significa, também, o uso da hipocrisia, uso de palavras bonitas e com aparência moralista (julgam os atos segundo um critério moral), quando na realidade atrás das paredes de seu território de aparente segurança, demonstram toda a astúcia e veneno em mentes doentes que maquinam atitudes mesquinhas. As pessoas fingidas são falsas na essência, estão escondidas atrás da capa de Satanás, pois simulam no dia-a-dia no convívio da família; no trabalho; na igreja, onde dramatizam uma peça teatral através da farsa utilizando capas de ovelhas e na primeira oportunidade dão o bote com dentes afiados de lobos, animais carnívoros que se alimentam da carne dos próprios irmãos em suas comunidades. Alguns até pensam que têm a aprovação de Deus por estarem dirigindo grupos de pessoas, na realidade são falsos pastores que com suas cegueiras, estão levando muitos para o abismo. Vejam o que o Apóstolo Paulo disse:
“Verdade é que também alguns pregam a Cristo por inveja e porfia, mas outros de boa vontade;” (Filipenses 1:15)

Pregar a Cristo por inveja e porfia, ou seja, estão pregando a Palavra de Deus por puro status e disputa social, interesse de proeminência no grupo social onde vivem; querem ter sempre pessoas subalternas para o ato abominável da bajulação, típico de Satanás que escraviza vidas para esse fim. Para estas pessoas, indico uma análise profunda do que está escrito:
“DEIXANDO, pois, toda a malícia, e todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações,” (I Pedro 2:1)

Posso garantir baseado nos evangelhos do Senhor Jesus Cristo, que se NÃO houver uma mudança, um arrependimento total, todos os que praticam estas coisas irão direto para o INFERNO. Verão todos que a capa de Satanás não engana a Deus e diante do Senhor todos serão mostrados como realmente são, sem fingimento. Neste momento será tarde para arrependimentos, acabaram as oportunidades de honrar ao Senhor Jesus Cristo, que morreu na cruz para trazer salvação aos homens, que infelizmente teimam em continuar a servir seus egos inflados em busca de algo inatingível, para eles, que é a Paz Verdadeira, fruto de uma vida entregue ao Senhor Jesus Cristo.
“Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida. ” (I Timóteo 1:5)


O Senhor Jesus Cristo os abençoe!

Autor: Pastor Eduardo Costa

Fonte:J.F.C

4 comentários:

disse...

Seu texto é maravilhoso, realmente o fingimento é duro de aguentar viu?? Paz!

Anderson Rogerio Andujar disse...

Graça e paz pr Anselmo. Infelizmente até a vinda de Cristo vamos ter que conviver com tais pessoas (algumas até obreiros), fraudulentas e cheias de fingimento e heresia. Mas de certa forma isso pode até ser benéfico para o Reino, pois deixa mais claro os que são de Cristo.

"E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós. 1 Coríntios 11:19"

Abraços amigo....

Anselmo Melo disse...

Concordo com você Anderson.E, como no caso dos escândalos Deus é e sempre será o justo juiz.Aquele que sonda os nossos corações.Ninguém engana o espírito santo, ele sabe as intenções do nosso coração.Paz!

Ricardo Couto Jr. disse...

Paz a todos,

O texto descortina para todos nós como o fingimento destrói. Como engana e dissimula amor quando na verdade é indiferença. Mas, realmente Anderson, teremos que conviver com eles.

Mas, no que tange aos obreiros, isso sabendo o que são obreiros, não necessariamente devemos comer com eles. O mesmo Paulo disse: "com os tais nem comais".

Mas, quando no meio da igreja, as intrigas entre irmãos causadas por essas dissimulações, Paulo também pergunta: "mas não há um sábio entre vós...".

Deus seja conosco nestes últimos dias!

Ricardo Couto Jr.
Salvador - Bahia
21 de julho de 2011

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲