Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Encarando o grande inevitável


Uma estória em que encarar a morte é morrer em paz

Morte e Mortais... medo da morte
Se existe uma experiência que, ao longo da história e ao redor do mundo, coloca toda a raça humana no mesmo barco, é a morte. A morte é algo que todos nós teremos de encarar - nenhum exercício ou dieta, nenhuma técnica de meditação nem dinheiro nenhum no mundo pode evitar que ela chegue. Essa é a grande verdade que nos iguala.
A finalização da morte, juntamente com a incerteza da vida após ela, resulta em medo para muitos. Podemos contemplar isso em tudo que nos rodeia enquanto tentamos tão arduamente parar o processo de envelhecimento. Esperamos que a próxima pílula, a próxima cirurgia ou a próxima descoberta genética seja a chave para prolongar um pouco mais as nossas vidas.


Morte e Mortais... encarando a morte com paz
De qualquer forma, nem todos encaram a morte com medo e incerteza. Há alguns anos atrás, um amigo meu encarou esse inimigo sem face. Aos 16 anos ele foi diagnosticado com câncer no estômago. Os médicos tentaram todos os tipos de tratamento que conheciam para curá-lo, tudo sem tirar proveito algum disso. Durante um ano e meio, Rui esteve percorrendo três hospitais diferentes em duas cidades diferentes. Neste período, ele perdeu muito peso e todo o seu cabelo. Ele era um paciente interno e externo. Tristemente, depois de 18 meses, nada mais pôde ser feito por ele.
Depois de perderem as últimas esperanças, os médicos fizeram a única coisa que lhes restava fazer. Mandaram que ele fosse para casa, para que tentasse aproveitar os últimos dias de sua vida. A esta altura dos fatos, eu estava arrasado, morrendo de medo de perder um amigo tão querido e muito aborrecido com Deus. Fiquei com raiva por Ele não curar meu amigo. E também me enfurecia saber que Rui perderia tanto.
Morte e Mortais... lidando com a morte
Surpreendentemente, Rui não compartilhava dos mesmos sentimentos que eu. De fato, ele parecia estar tão ansioso por aquele "encontro terrível" quanto alguém que espera pelo primeiro encontro amoroso. Hoje, quando penso na paz refletida em seu rosto durante toda aquela tempestade, fico apavorado.
A paz dele não era meramente congênita, um olhar leigo para a vida. Nem nasceu de um possível engano do demônio. Pelo contrário, essa paz veio de uma decisão que Rui havia tomado alguns meses antes da diagnose inicial. Com aquela decisão, Rui encontrou a paz com Deus.
Rui sabia como ter vida depois da morte
A paz que Rui conhecia ele encontrou na Bíblia. No livro de Romanos ele leu: "Pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus" (Romanos 3:23). Além disso, leu também: "Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor" (Romanos 6:23).
Jesus é aquele a quem Isaías se referiu quando escreveu: "E Seu nome será chamado Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz" (Isaías 9:6). O Príncipe da Paz veio àTerra para que cada pessoa pudesse ter paz com Deus. Rui decidiu colocar sua confiança em Jesus, e essa paz se tornou bem evidente.
Vida após a morte...nossa decisão
Rui não é a única pessoa que precisa tomar essa decisão, todos precisamos. Nós temos que decidir se aceitaremos o presente que Deus quer nos dar: a vida eterna. Se rejeitarmos o presente de Deus, estaremos condenados à morte espiritual, à eterna separação de Deus. Se aceitarmos, por outro lado, a vida eterna será nossa.
Embora isso não signifique que escaparemos da morte física, poderemos encarar a morte com muito mais facilidade porque saberemos que ela não é o fim de tudo, já que teremos uma vida eterna no céu. Essa é a verdade que Rui descobriu, e o seu subseqüente relacionamento com Deus fez toda a diferença do mundo. Essa é a verdade que eu descobri, e esse relacionamento faz toda a diferença na minha vida.
Se você está encarando a morte, ou talvez encarando as lutas da vida, você ainda pode ter paz e esperança. Por favor veja: Conectando-se.
Por Brandon Markette

0 comentários:

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲