Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Considerações sobre o “Caminho da Graça” - Parte 2


Continuação...


3- Observei ainda outra particularidade entre os “caminhantes”, eles não admitem serem questionados. Irritam-se com certa facilidade com qualquer pessoa que ouse discordar ou pedir esclarecimentos em relação ao que acreditam. Quando confundi o nome de uma delas em uma resposta, fui até ameaçado de processo. A mesma me pediu que a esquecesse. Talvez seja mesmo esse o amor e a tolerância ensinada aos “caminhantes”.  Partem para a ignorância, respondem com arrogância e desdéns, chegam a insinuar que indagações são sinônimas de ignorância em relação à Bíblia.


 Não seria mesmo de admirar, uma vez que seu líder também se porta da mesma maneira. No post que me referi, recebi a seguinte informação: _ “O Caio já disse que quem for homem que vá até lá discutir com ele!”
Em seus vídeos é comum vê-lo dirigir-se de maneira desrespeitosa, chamando quem ouse discordar dele de frouxo, babaca e coisas desse nível.
Deixo a cargo dos leitores imaginarem, que tipo de discípulo refere-se dessa maneira a alguém.

4-A frase abaixo foi extraída do site do caio Fabio:

“ONDE TEM GENTE CRESCENDO COM A GENTE NO BRASIL?
Conheça aqui os muitos grupos que se reúnem em torno do Evangelho puro e simples”

O Evangelho ensinado ao longo dos séculos e por tantos homens e mulheres de Deus é impuro e burocrático sr Caio Fabio? Afinal Deus resolveu lhe dar a formula da pólvora? Ou de uma roda que gire melhor que as demais?
É muita presunção pro meu gosto.

Como já disse, tenho procurado os porquês disso, se traduzisse todas as minhas divagações em palavras escritas teríamos aqui um texto mais extenso. Confesso minha dificuldade em sintetizar de forma breve e clara o que penso em relação a uma pessoa que descamba para um “caminho” tão estranho. E, que ainda assim tripudia sobre as crenças mais ortodoxas da Igreja Reformada.
Julgando tudo e todos como menores em seu saber, considerando todos os homens e mulheres de Deus que viveram no passado como ignorantes em matéria de fé.

Ocorreu-me então algo que me estava obscuro até que comecei a escrever essas linhas.
O Caio é de formação presbiteriana, sem entrar aqui da questão, os presbiterianos tem uma forma de crer no Espírito Santo que diverge de outras denominações Evangélicas, para explicar de maneira reduzida e de forma até simplista, eles não acreditam na ação do Espírito Santo tal como outros grupos.
Examinando escritos passados, da época em que ele ainda era reverendo presbiteriano e escrito atuais não vemos praticamente nada escrito sobre a PESSOA do Espírito Santo, nada, ou quase nada. Ora, talvez isso queira nos dizer alguma coisa, nos dar uma “pista”.

O Evangelho precisa ser compreendi através do Espírito Santo. Precisaríamos aqui de um estudo a parte para atestar tal afirmação fundamentando-a em todos os textos que nos ensinam sobre o assunto.
No entanto podemos observar alguns fatos interessantes:

A) Paulo agia cheio do Espírito Santo. “Todavia Saulo, que também se chama Paulo, cheio do Espírito Santo, e fixando os olhos nele”,Atos 13:9
B)Pedro pregava cheio do Espírito Santo: Então, Pedro, cheio do Espírito Santo, lhes disse: Autoridades do povo e anciãos,Atos 4:8

C)O Evangelho era anunciado por pessoas cheias do Espírito Santo:

D) “Mas Estêvão, cheio do Espírito Santo, fitou os olhos no céu e viu a glória de Deus e Jesus, que estava à sua direita”,Atos 7:55

E)”Tendo eles orado, tremeu o lugar onde estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo e, com intrepidez, anunciavam a palavra de Deus”.Atos 4:31

F)” E os discípulos estavam cheios de alegria e do Espírito Santo”.Atos 13:52

G) “Então Pedro, cheio do Espírito Santo, lhes disse: Principais do povo, e vós, anciãos de Israel”,Atos 4:8

Chegaríamos facilmente a letra (Z) e reiniciaríamos o alfabeto para enumerar todos os textos que nos revelam esse fato.
Pergunto? “E o sr Caio Fabio anda cheio do que? Ele mesmo nos responde: “Meu exercício mental”! Ele esta cheio de sabedoria humana, tentando dizer a Deus o que ele pode ou não fazer, se deve ou não condenar alguém eternamente, se tem poder ou não sobre o que criou, aliás, segundo o entendimento dele de que “Deus reconciliou todas as coisas” até mesmo Adolf Hitler terá uma chance de ser salvo.

É verdade que não conheço muitos caminhantes, porém, os poucos que tive a oportunidade de conhecer são ex-presbiterianos, pessoas desiludidas com a fé, desiludidas com a Igreja e principalmente pessoas em que suas Igrejas de origem não usaram de misericórdia para com elas quando erraram.
 Pessoas carentes de serem aceitas, de alguém que lhes diga que está “tudo certo”. Afinal, é muito sedutor ouvirmos que a graça nos reconciliara com Deus sempre e apesar de. Acreditar que existe misericórdia e reconciliação mesmo após a morte é extremamente animador.
Não ouso afirmar tal coisa uma vez que não li todos os texto que fundamentam as “doutrinas” dos caminhantes, mas, em uma análise levando-se em consideração o que tenho lido ultimamente a coisa é mais ou menos assim:
Não existe inferno, não existe condenação eterna, não vai existir juízo final, “Deus reconciliara todas as coisas”... Isso ta mais fácil que a doutrina espírita da reencarnação.
Confesso que relutei em escrever e publicar esse post, alguns irmãos inclusive me aconselharam a não fazê-lo. Porém, eu não estaria sendo honesto comigo se não o fizesse; se não apresentasse aqui minha preocupação e perplexidade com o que expus.
Gostaria ainda de deixa um conselho aos “CAMINHANTES”:

Leiam o Evangelho com a mente do Espírito Santo e não com a mente do Caio.

E, não me tenham por seu inimigo.
Paz!
Pr Anselmo Melo









20 comentários:

Rita disse...

Paz
Irmão Anselmo,esses textos são bem delicados,considerei antes de comentar,mas enfim também não concordo com tudo que o Caio escreve,assim como ja li textos edificantes,ja li coisas que me entristeceram e não pude concordar,o triste é constatar que muitas pessoas estão se tornando seguidoras dele,e não mais de Cristo,de fato ja tive experiência com um caminhante que não esperava,são extremamente apegados as palavras do Caio e não aceitam se a gente discorda em algo,oque não vejo como um problema,mas acaba sendo importante algumas divergências para que aprendamos uns com os outros,ja que a igreja é um organismo vivo,e todos podem e devem ensinar e aprender direcionados pelo Santo Espírito na renovação do entendimento,mas jamais da mente de um homem...
Vou deixar aqui um pequeno trecho ,que é parte de um email que recebi de um caminhante,quem le entenda...

"Quando comecei a ler as mensagens do irmão Caio Fábio comecei a compreender a extensão do sacrificio do Nosso Senhor Jesus. Praticamente o chão se abriu aos meus pés com tanta liberberdade que recebemos Dele.
Não existe mais condenação ou pecado para os que creem no Senhor Jesus porque ele aboliu a Lei que mostrava estes pecados. Mas na certa não vamos sair por aí com a liberdade que Cristo nos deu fazendo tudo que der vontade. E não é porque estas vontades seriam pecado, é porque elas não seriam construtivas para minha vida.

Com isso posso afirmar que fumar cigarro, usar drogas, trair a esposa ou até mesmo outras coisas mais sérias que não seguem os bons constumes não seria pecado praticá-las lás pois o Senhor afirmou que nada poderia separar nos do seu amor, mas não seria edificante para minha vida ou saúde. Todos esses aconselhamentos que Paulo deu seria como um manual para não nós estreparmos na vida, não fazermos maluquices autodestrutivas e vivermos bem em sociedade. Não tem nada a ver com nossa salvação, pois ela não vem das obras que praticamos.

Eu não creio assim,oque vejo é a liberdade sendo transformada em libertinagem,e o caminho apertado se tornando um campo aberto...
Tudo que foi escrito para nosso ensino foi escrito...
A realidade da igreja hoje não é agradável de ver,mas todos temos que perseverar na fé da verdade,sendo imitadores de Cristo,não de homens.
Paz e graça,que o Eterno ABENÇOE A TODOS, dando sabedoria e discernimento.

Anselmo Melo disse...

Olá Rita.Coisas como a que vemos escritas nesse e-mail não deveriam nos causar perplexidade, desde que tivessem sido escritas por alguém que nunca conheceu o Senhor.É fácil e cômodo acreditar nesse tipo de "evangelho",um Evangelho sem cruz. São por essas e outras que devemos advertir nossos irmãos sobre os desvios ensinados no "caminho da graça".
Paz e obrigado por participar.

oliver kleim disse...

Anselmo, graça e paz...
Alguns textos que você usou como exemplo, fora de contexto, mudam substancialmente a mensagem que estavam transmitindo quando fora do conjunto em que estava inseridos. Mas de qualquer forma, aquilo que o Caio propõe em alguns pontos , realmente são muito heterodoxos... mas faça um filtro segundo aquilo que sua consciência, pelo espírito Santo, julgar verdade... Esqueça um pouco o blog, seu ministério virtual e tudo mais. Apenas vendo aquilo que realmente seja o evangelho de Jesus, separando daquilo que seja produto do fato de termos nascido, eu e você, no ocidente cristão da terra, sob a hégide de 1700 anos de cristianismo, deliberadamente idealizado e construído com um propósito.Não se trata de um "nova revelação", mas apenas pensarmos sobre os valores do que foi estabelecido como evangelho de Cristo, quando de fato não é.
esta polêmica ao redor do "Caio", afasta-nos do ponto principal.
Um abraço e fique na paz

Sebastião Lourenço disse...

Ola, Anselmo
Duas considerações devem ser feitas. Você disse que o Caio não fala nada sobre o Espírito Santo. Mas Ele escreveu um livro chamado "Espírito Santo: o Deus que Vivem em Mim". Portanto, acho que o pouco que você sabe, é pouco mesmo.
Em segundo lugar, você afirma que ele prega um evangelho sem cruz. Mas veja o que ele escreveu no site dele sobre a cruz:

O Que Ficou Estabelecido Na Cruz:

Artigo 1º - Fica decretado para a consciência de todo homem que a Cruz de Cristo é a Realidade Primeira de todas as coisas, visto que antes de haver Luz, houve Cruz.



Artigo 2º - Fica estabelecido que toda a criação teve sua origem no Sangue, pois que o Cordeiro de Deus foi imolado antes da fundação de todos os mundos.



Artigo 3º - Fica para sempre declarado que a Luz só pôde ser criada porque a Cruz fez separação entre a Luz e as Trevas, sendo que ambas existem por decreto da Palavra de Deus, e somente se explicam no Eterno Sacrifício de Cristo antes de todas as criações.

Parágrafo Único: Em Jesus Cristo o Verbo se Encarnou, e a Cruz histórica é a Encarnação do Sacrifício Eterno realizado antes de todas as coisas e por todas as coisas.



Artigo 4º - Por decreto irrevogável está para sempre estabelecido que todo joelho se dobre e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor para a Glória de Deus, o Pai.



Artigo 5º - Fica decretado que o Mistério dos Mistérios é a Cruz de Cristo, e que dela são beneficiárias todas as criaturas, especialmente os seres humanos que Hoje assim já crerem.



Artigo 6º - Pela Vitória do Sangue de Jesus ficou estabelecido o Fim do Mundo e o Início de Todas as Coisas. Por isso, a eternidade já reina nos corações dos que crêem. Os inimigos dessa Vitória já foram despojados de seus poderes, estando apenas se servindo da ignorância dos que ainda não creram.

Parágrafo da Vitória: O Diabo e seus anjos foram despojados de seus poderes na Cruz de Jesus, tendo agora apenas o poder que a maldade humana lhes fornece como alimento. Mas o tempo está próximo.



Artigo 7º - Fica decretado que todo aquele que crer em Jesus terá acesso à Árvore da Vida e à exclusividade de uma Comunhão com o Pai que apenas a cada indivíduo concerne em Deus.

Parágrafo Diferencial: Todo aquele que crê anda com a marca do Cordeiro na fronte e é identificado pelos poderes invisíveis, mesmo estando calado.

Artigo 8º - Pela sabedoria eterna de Deus se fez decreto a seguinte certeza: Jesus é a verdadeira luz que, vinda ao mundo, ilumina a todo homem.

Artigo 9º - Por decreto do amor de Deus e de Sua fidelidade está estabelecido que ninguém que creia em Jesus será lançado fora da Redenção, e também que nada separará tal pessoa do amor de Deus para sempre. Nem o abismo!

Parágrafo da Vida: Quem crê está para sempre perdoado e pode andar tranqüilo em qualquer lugar, especialmente nos ambientes de seu próprio coração.




Artigo 10 - Fica de uma vez e para sempre estabelecido que aos homens é dado o direito de existir, porém toda existência só se transformará em Vida mediante a consciência do amor, pois Deus é amor.

Parágrafo Eterno: Ele é o Primogênito de toda criação, e por meio dele todas as coisas foram criadas; dele são todas as coisas, portanto, para Ele um dia todas as coisas retornarão. Na Cruz Ele reconciliou consigo mesmo todas as coisas, e todo aquele que crê tem que ter esse entendimento, para que viva bem, ame o próximo e não destrua a Terra.

Caio

Portanto, acho melhor você pesquisar melhor antes de afimar o que não é verdade, afinal você se torna eternamente responsável por aquilo que publica.
Abraços.

Anderson Rogerio Andujar disse...

Graça e paz. Pois é irmã Rita, ficaria feliz se esse "caminhante" ou o Caio pudessem explicar pelo Espírito Santo o que Jesus quis dizer aqui:

"Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;

E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem". (Mt 7.13,14).

E pegando um gancho no que o Senhor Jesus disse em seguida fica-nos o alerta:

"Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.

Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?

Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.

Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.

Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.

Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.

Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.

Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?

E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade". (Mt 7.15-23)

Anselmo Melo disse...

Paz irmão Oliver.
Os textos que usei como exemplo foram dessa maneira colocados no post que copiei do blog de um dos mentores do “caminho da graça”. Logo meu irmão se há alguma coisa fora de contexto foi por vontade de quem escreveu. Em minha vida tenho procurado enxergar o Evangelho fora da hégide histórica que o irmão citou é claro que essa não é uma tarefa fácil. Talvez o Caio não tenha mesmo a intenção de que ao posicionar-se do lado oposto de qualquer conceito heterodoxo seja visto por seus seguidores como uma espécie de guru, porém, em muitos casos que tenho visto muito do que me parece estar sendo ensinado pelo Caio tem levado essas pessoas a tomarem conclusões equivocadas sobre liberdade e graça.
Quanto ao que é evangelho de Cristo ou não é matéria que carece de interpretação uma vez que no campo da revelação tudo se tornaria subjetivo.
E quanto ao blog Oliver ele é apenas um meio de expressar idéias, compartilhar aprendizado com irmão de longe, nada mais. O que considero ministério é produzido em uma esfera mais pessoal. Cuido de crianças, de pessoas menos favorecidas e de dependentes químico. Esmero-me em fazer com que o grupo que o Senhor tem me permitido cuidar uma família, parte do Reino de Deus.
De qualquer maneira os e-mails que tenho recebido após a publicação dos posts sobre o caminho da graça tem servido para reforçar minha posição de que algo está fora do lugar. Que essa “graça” se parece mais com desgraça.
Sendo assim acredito que a discussão é válida, trará crescimento e luz para a vida de alguns. Esse é sem dúvida meu único objetivo.
Um grande abraço meu irmão.

Anselmo Melo disse...

Olá Sebastião Lourenço,
Não sei se por má vontade ou por não ter mesmo entendido o Sr diz que eu disse coisas que eu não disse. Que bom que as palavras escritas o vento não leva, ou ficaríamos aqui presos em um impasse.
O Sr afirma” Você disse que o Caio não fala nada sobre o Espírito Santo. Mas Ele escreveu um livro chamado "Espírito Santo: o Deus que Vivem em Mim". Portanto, acho que o pouco que você sabe, é pouco mesmo.”
O que escrevi:
“Examinando escritos passados, da época em que ele ainda era reverendo presbiteriano e escrito atuais não vemos praticamente nada escrito sobre a PESSOA do Espírito Santo, nada, ou quase nada.”

Percebeu a sutileza de sua afirmação?
Outro ponto a ser considerado é o fato de que escrever a respeito do Espírito Santo não significa viver na dependência dele. Quem afirma que seus ensinos são frutos de sua própria mente é o Caio e não eu. Veja: Meu exercício mental tem sido [entre tantos outros que faço...] o de ler as Escrituras apenas a partir de Jesus; deixando de fora todas as pré-compreensões estabelecidas pela Religião Cristã; especialmente no que tange às suas Institutas ou Dogmas; quase todos nascidos da e na Igreja de Constantino; não do e no Evangelho... http://andandonagraca.blogspot.com/2009_11_01_archive.html
Os artigos, decretos e parágrafos são como poema aos ouvidos dos incautos, faz mesmo parecer possível que se estabeleça a vontade do Caio a despeito da vontade de Deus, faz parecer que mesmo Adolf Hitler um dia será reconciliado com Deus uma vez que mesmo após a morte isso “será possível”.
O que o Caio acha que foi “decretado” na cruz é delírio dele, fruto de sua mente, não da minha, logo isso não prova nada, são interpretações. A heterodoxia do Caio é atraente exatamente por isso, traça um caminho de “graça barata” e foi isso que quis dizer quando afirmei que ele prega um “evangelho sem cruz”.
Antes de afirmar se sei ou não o que penso saber o Sr. deveria esforçar-se por entender que essa é uma discussão de idéias e o que penso saber não lhe entreguei para julgamento, mesmo porque assim como o Sr. pensa que nada sei posso imaginar que o Sr. o sabe menos ainda, e aí se estabeleceria uma discussão sem trégua, uma vez que eu não lhe conheço e nem o Sr. me conhece. Logo se escrevo sobre algo que não conheço o Sr. o faz de igual modo quando me tem por ignorante.
Um grande abraço!
Paz!

Anderson Rogerio Andujar disse...

Graça e paz meu amigo pr. Anselmo (tomei a liberdade de me considerar seu amigo). Tenho acompanhado seu blog a poucos meses (um ou dois talvez), já lí todos os posts e também tenho dado uma olhada em todos os blogs que estão nos seus favoritos, pude acrescentar muita coisa à minha vida e ao meu ministério.

Quero parabenizá-lo mais uma vez pela iniciativa, ousadia e coragem.

Sou servo de Cristo em uma denominação "pentecostal", o que não tem me impedido de buscar com sinceridade crescer a cada dia na graça e no conhecimeno de Cristo Jesus.

Não tenho a envergadura teológica de muitos que comentam seus posts, mas uma coisa percebi:

Onde estão muitos dos comentaristas e "amigos" do sr, diante desse post? Observei que muitos que participam assiduamente nesse blog, derrepente desapareceram. Será que isso se deve ao fato de muitos também serem blogueiros e não desejarem se comprometer? Porventura teriam receio de expor suas ideias e ficarem "mau" na história diante de outros blogueiros que os seguem?

Cadê a coragem do povo de Deus de debater ideias, ou será que só os "caminhantes" tem essa coragem?

Bom, como eu "ainda" não sou blogueiro e não tenho nada a perder, fica aqui mais uma vez meu apoio ao sr e à todos os que estão preocupados com a verdade e o crescimento do Reino.

Como o sr mesmo disse, muitos pensam como nós e têm medo de se manifestar.

Assisti ao vídeo onde o Caio chama o irmão Júlio de frouxo (chega a dar náuseas ver uma pessoa que faz uso do nome de Deus se valendo de expressões tão grosseiras e de um modo tão arrogante e debochado, sem um pingo de amor cristão que eles tanto pregam). Que o SENHOR tenha misericórdia.

Não tenho blog, mas se alguém desejar me encontrar deixo aqui meu E-mail:

andujarpr@hotmail.com

Abraços...

Anselmo Melo disse...

Querido irmão e amigo Anderson Rogério.
Fico grato a Deus por pessoas como você, comentários como o que deixou me encorajam. Suas considerações são pertinentes e não vou advogar a causa dos que não tem aparecido por aqui nessa semana. Alguns justificaram e independente do que penso ou não preciso respeitar a decisão de cada um. Quanto aos motivos, Deus na verdade conhece a intenção de nossos corações. Em não raras as vezes sou tachado de conservador, ultra-conservador e já me chamaram até de extremista. Rejeito tais observações porque na maioria das vezes elas são colocadas de forma pejorativa, porém, se defender o Evangelho é ser conservador, sou mesmo conservador, se defender a Igreja de Cristo é ser extremista, sou mesmo extremista, e dos bem radicais. Não tem acordo, não tem politicagem, não tem essa de livrar a cara de ninguém seja lá por que motivo for. Não tenho medo de ameaças como já me fizeram algumas, respondi a um desses da maneira como minha mão me respondia quando eu era um menino e dizia que não gostava de alguma coisa posta à mesa: “Não gostou? Como me pouco!” No caso em questão, tenho dito: ”Não gostou? Argumente, apresente motivos decentes, pautados na Bíblia, não me venham com essa que o Caio disse isso ou aquilo. Estou cada vez mais convencido das armadilhas desse tal movimento, portanto torna-se imperioso que denunciemos.
Mais uma vez agradeço por suas palavras meu irmão.
Paz!

Ednelson Rodrigo Sales Coelho disse...

Pastor Anselmo, muita paz!

Meu nome é Ednelson e sou mentor de uma Estação do Caminho da Graça.

Nós temos um grupo no Google só de mentores, e meu mano Cláudio nos deixou a par dessa situação.

Tenha certeza que eu, pelo menos, não o tenho por inimigo, apenas uma pessoa que decidiu examinar os escritos do Caio e conforme seu entendimento teológico decidiu dar um veredito a respeito do Caminho da Graça como movimento.

Poderia passar oras conversando com o senhor sobre suas análises, nos pontos que fogem totalmente da realidade, mas não vim aqui para isso.

Pastor, fique à vontade para "me analisar" do ponto de vista que o senhor assim desejar. Eu falo por mim, não pelo Caio e muito menos em nome do Movimento, pois aquilo em que o senhor estiver equivocado nunca será por mim levado em consideração, até porque Jesus nunca se abalou com as afirmativas errôneas aos seus ensinos e de quem Ele era.

Não leve, também, em consideração os "esquentadinhos",rsrs, pois em nossas comunidades sempre haverá pessoas diferentes, pois a última coisa que queremos é uma "linha de montagem". Deixemos aos "esquentatinhos" serem moldados pelo Espírito. Se algum lhe ofendeu, peço-lhe desculpas. E, se assim desejar, continue sua análise sobre o Movimento sem nenhum problema.

No mais, espero sinceramente que a paz Dele abunde em sua vida e em seu ministério.

Graça e paz do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!

Anselmo Melo disse...

Caro Ednelson Rodrigo.
Pode ter certeza que minha manifestação através dos posts aqui no blog nada tem há ver de pessoal. A atitude do irmão citado é dele e sei disso, infelizmente nem todos conseguem ao serem questionados a respeito de algo que acreditam manter a compostura assim como o irmão fez. Como você bem disse "Jesus nunca se abalou com as afirmativas errôneas aos seus ensinos e de quem Ele era". Alguém que se julga um discípulo deveria esmerar-se em agir da mesma forma. Como o apóstolo Paulo afirma:"A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um". Colossenses 4:6.Acredito que foi exatamente o que faltou; sal!No que diz respeito a essa questão esta tudo perdoado,apesar de saber que para ele isso não diz nada.Minha questão é do ponto de vista teológico, onde tenho dezenas de divergências em relação ao que o Caio Fabio ensina e infelizmente ao que parece todos do "caminho" aplaudem.Nunca minha análise será direcionada para o irmão ou para quem quer que seja.Porém, tenho o direito de posicionar-me contra determinadas doutrinas.É o que faço aqui, tão somente.
Fique na paz!
Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual, também, fostes chamados em um só corpo; e sede agradecidos. Colossenses 3:15

Sebastião Lourenço disse...

Olá Pr. Anselmo
Faço das suas as minhas palavras: “Não sei se por má vontade ou por não ter mesmo entendido o Sr diz que eu disse coisas que eu não disse. Que bom que as palavras escritas o vento não leva, ou ficaríamos aqui presos em um impasse.”
O sr, Pr. Anselmo, afirma: “o Sr. (referindo-se a mim) pensa que nada sei”

O que escrevi de fato:
Acho que o POUCO que você sabe, é pouco mesmo.”

Percebeu a sutileza de sua afirmação?

Mas deixando as sutilezas de lado, percebi que, em sua vaidade, você ficou magoado quando eu disse essa frase. Mas eu me referia ao que você mesmo afirmou sobre si: “O pouco que sei sobre os ensinamentos do ‘Caminho da Graça”.......

Ora, se você mesmo afirma que pouco sabe, assume de antemão que se arrisca a errar ao tecer considerações sobre o assunto em questão. Foi o que quis demonstrar com meu comentário: que você errou por não conhecer bem. Eu, por exemplo, jamais arriscaria a tecer considerações sobre você e seus projetos, visto que não os conheço bem. Eu correria um enorme erro de errar.

Portanto, não o tenho “por ignorante”, como você disse. Tenho-o como insensato, o que não deixa de ser relevante, no caso. (PV 10.14)

Abraço.

Anselmo Melo disse...

Meu caro Sebastião Lourenço.
Vejo que o Sr caminha com os mesmos trejeitos de seu mestre.Gosta de trocadilhos e de julgamentos.Até aqui minha posição esteve no campo das idéias e o que escrevi que possa ter soado como pessoal foi por conhecer o personagem central da história.Talvez eu não conheça mesmo tudo sobre o "caminho da graça", porém conheço o suficiente para saber que em parte o que é ensinado por lá é heresia.Aniquelacionismo e universalismo estão explícitos em vários textos do Caio Fabio.Logo, fica fácil para quem não sofre de caiolatria quem de fato é insensato aqui.

isaias53cinco disse...

Irmao concordo com o texto, O Caio é um homem extremamente inteligente, tão inteligente que agora não deixa o Senhor Jesus falar mas sim ele, outro dia ele em um video no you tube rasga elogios para Chico Xavier, até salvacão por obras ele já pronuncia, ou seja pra que serviu a morte de Cristo? se eu posso ser bom e ir para o céu ( meus méritos) outro dia ouvi ele dizer que DEUS tem o seus santos em todas as religioes (não estou brincando ele pregava o livro do Apocalipse) veja isso já é demais, ou seja pra mim ele surtou, não da para levar a sério, enfim achei na internet alguem que esta com a mesma indignacão que eu.

Abraços Pastor

Daniel Viana Morais disse...

Pastor Anselmo, achei muito interessante a devida importância que se tem dado a esse assunto. Conheço algumas pessoas que fazem parte e outras que seguiram esse caminho deixando suas respectivas denominações para seguir esse movimento institucional chamado Caminho da Graça. O que aconteceu? Um amigo meu de seminário, voltou a beber, trai a esposa, volta a mesma vida desregrada de antes. Caio Fábio, pregava sobre o dízimo, tenho livro de sermão dele, hoje não prega mais. O caminho da graça, nada mais é do que um universalismo, misturado com neo-ortodoxia com influência direta de Barth, onde muita coisa que se ouve do Caio vem dessa teologia que não tem nada de ortodoxia e sim um neo-liberalismo, como próprio Augustus Nicodemus costuma chamar os neo-ortodoxos. Que o Irmão seja esse voz, pois esse movimento exclusivista que fala de um evangelho simples, perdoador, mas que a palavra arrependimento, julgamento e ira divina passam longe.

Pr. Anselmo Melo disse...

Graça e Paz irmão Daniel Viana.
É necessário que outros também se posicionem contra essas heresias disseminadas pelos caiolatras. Digo isso porque essa gente não está atrás de adeptos do lado de fora, eles crescem à custa de assediar irmão que de alguma forma estão enfraquecidos ou sofrendo com algum tipo de decepção relacionada a Igreja. São perigosos e ardilosos no que fazem. Oremos e estejamos atentos.

'' Projeto Cristo 'e Show de Bola '' disse...

Em poucas palavras: V0CÊ FOI EXTREMAMENTE INFELIZ EM TUDO O QUE POSTOU SOBRE O CAMINHO DA GRAÇA E DO PASTOR CAIO. QUE O DEUS DE GRAÇA TENHA MISERICÓRDIA DE TÍ.

'' Projeto Cristo 'e Show de Bola '' disse...

Em poucas palavras: VOCÊ FOI EXTREMAMENTE INFELIZ EM TUDO QUE POSTOU SOBRE O CAMINHO DA GRAÇA, DENTRE TANTAS OUTRAS COISAS COMO FALTA DE CONHECIMENTO E ÉTICA. QUE O NOSSO DEUS TE ESCLAREÇA. FORTE ABRAÇO, GRAÇA E PAZ. JESUS, ELE É O CAMINHO DA GRAÇA!

Pr. Anselmo Melo disse...

Meu caro)a).O que sei foi pesquisando os próprios escritos do Caio, sua mensagens e com o que publicam.Posso considerar a possibilidade de um ou outro posicionamento não estarem de acordo com o que lá se ensina.Mas, até agora ninguém refutou minha "falta" de conhecimento com informações.
Mas você vir aqui e falar de ética é no mínimo uma piada sem a menor graça.O Caio desconhece totalmente o significado e a importância dessa palavra.

Anônimo disse...

Parabéns Pr.Anselmo pelo texto.
A situação é que queremos um caminho mais Light pra chegar ao céu, estamos vivendo com muita teria e esquecendo do principal objtivo que é cristo, fundamentados em coisas que não levam a lugar algum, será que tudo que já foi estudado e comprovado da bíblia esta tudo errado ? Então podemos desconsiderar ela, uma coisa é fato nunca entenderemos Deus, mas sabemos que ele é real. Para muitos deixo 1coríntios 3.20-21

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲