Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quanto vale a alma do João?

ouvi muitas vezes que uma alma vale mais que o mundo inteiro, também ouvi muitos “Jesus Te Ama” por ai, mas quanto será que vale a alma do João?

Antes que me responda que não tem preço e que Jesus o quer de qualquer maneira de acordo com o discurso evangelizador padrão, deixe que eu diga quem é o João.

João está preso hoje e só cumprirá alguns anos de reclusão por seus crimes. João sodomizou 17 crianças matou nove e o restante adquiriu o vírus do HIV (AIDS). João também era praticante de alguns atos canibais. Pense algumas crianças nunca se recuperarão dos seus traumas, assim como pais que almejavam um futuro para seus filhos estão agora inconsoláveis.




João é execrável para qualquer pessoa que tenha sangue quente nas veias. Hoje ele é estuprado, agredido e punido constantemente por todos os outros companheiros de presídio. Se isso é a justiça que lhe cabe não sei.

Uma vez João foi entrevistado e o repórter não conseguia esconder sua revolta e até mesmo o nojo perante João. Numa das respostas João disse que quando criança freqüentava uma pequena igreja onde não se via mulheres de roupas justas, homens na maioria de terno e vários outros costumes e tradições que se mantinham. Mas mesmo na igreja ele sentia o desejo por sexo com outros garotos de sua idade. Mas como tinha certeza e como era pregado maciçamente que o sexo era pecado e o não ao sexo era à base de toda santidade que um dia ele poderia sonhar ter ele ficou envergonhado de falar sobre com qualquer membro da igreja.

Ele tinha certeza que toda a sua libido sexual iria passar com o tempo, mas não passou, só cresceu e se deformou.

Ele sabia que se falasse abertamente sobre sexo na igreja logo seria repreendido com um sonoro “isso é pecado”, mas o porquê de ser pecado ele nunca iria saber. Seria igual a uma criança teimosa que somente ouve um não para os dedos que quer colocar na tomada, mas nunca sabe o porquê do não. Nunca saberia se realmente aquilo seria mal para ele ou se existiria um meio termo só sabia que existia um não e aquele não parecia mais um desafio para ser ultrapassado do que uma preocupação verdadeira com ele. O não era uma fronteira assim como o pecado sem por que. Uma fronteira que ele queria ultrapassar para simplesmente saber o que havia do outro lado.

As proibições inexplicáveis tomaram uma forma negativa em sua mente. Ele sabia que se conversasse com quem quer que fosse com certeza fariam com que ele se sentisse pior. Seria condenado a orar como se fosse um castigo dos seus pecados ou por pensar em pecar, seria agressivamente instigado a saber que Jesus o ama que vai limpa-lo, seria orientado a deixar o louvor de sua igreja e todos os cargos que ele cumpria com prazer de servir. Sabia que não seria entendido e se fosse ouvido todo entendimento seria distorcido por mentes puritanas que só faria com que pesasse mais o que lhe atormentava.



João só conhecia um lugar de crime e castigo ou de bondade e recompensa. Sabia que existia um céu para os bons e que os meninos maus iriam para o inferno. Sabia dos apontamentos, sabia de como seria olhado de forma diferente, sabia que a preocupação maior era de ter mais membros, de cantar melhor os hinos, de arrecadar mais dizimos e assim mostrar o crescimento de sua igreja para todo o seu bairro. Mas não sabia como nesse sistema ele cresceria também.


João foi além do desejo viu a fronteira e atravessou foi adiante e viu mais fronteiras atravessou uma por uma só pelo desejo de ver onde iria parar por que nunca soube por que parar.


E depois de toda sua entrevista e de todos os horrores confessos João pergunta:


_ Quanto vale minha alma?
Marco Alcantara

2 comentários:

Cida Kuntze disse...

Olá!
Vim agradecer sua visita e comentário no meu blog e conhecer o seu. Desculpe a demora, mas hoje estou aqui...rsrs.
Já li alguns posts, inclusive esse e gostei.
Um abraço e um abençoado final de semana.

robsonandreotti disse...

é pastor anselmo melo! é esse deus ""bondoso"" que você acredita, que pena! um ser que sabe tudo antes de todos, mas não move uma palha pra mudar, até concordo que em felicidade não se deve mudar nada, mas deixar uma criança dessas nascer?? sabendo o futuro dela?? só vocês mesmos, que com certeza irão recebe-lo de braços abertos, ou já se esqueceram do guilherme de pádua, o assassino de daniela perez que hoje está feliz com jesus? é claro depois de matar, a menina, pois como falo e penso, deus só chega depois do fato consumado, e não pra salvar a criancinha, e sim o estuprador, há que lindo!! se aqui fosse como nos estados unidos, esse ser já teria ido pra cadeira elétrica, mas como aqui é o brasil, né, ele vai pra cadeira evangélica, hahahahahahahahahahahaha! prefiro morrer gay, do quê frequentar o mesmo lugar desses lixos convertidos, que o ""bondoso"" papai do céu deixou nascer.

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲