Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cristo Sim! Igreja Sim!!!


A salvação em Cristo é pessoal, a vida cristã é comunitária e no Cristianismo nada é individual. Somos um corpo em Cristo, assim é descrita a experiência cristã pelo Novo Testamento: quem está em Cristo, está na igreja. Ser cristão é uma questão de pertencer: a Cristo e aos irmãos. O individualismo moderno chegou também à peregrinação do discipulado e hoje podemos observar um sem número de “cristãos flutuantes”, que vivem de comunidade em comunidade sem qualquer identidade, prestação de contas ou compromisso.



Rick Warren compara um cristão sem igreja com um jogador sem time, um soldado sem tropa ou uma ovelha sem rebanho. Mas a maior (e mais bíblica) de todas as figuras, sem dúvida é “uma criança sem família”: a igreja é a família de Deus. Outra figura bíblica usada para identificar a igreja é “corpo de Cristo”. Todos os que pertencem a Cristo são incorporados pelo Espírito Santo na igreja de Cristo. O cristão que se torna membro de uma igreja local passa a integrar um organismo vivo, o que pouco ou quase nada tem a ver com fazer parte de uma instituição religiosa.
O corpo de Cristo se expressa historicamente por meio da comunidade cristã local. A palavra ekklesia aparece 109 vezes no Novo Testamento e, destas, 104 são alusões diretas ou indiretas às comunidades cristãs locais nas cidades e ou casas. Ser “membro da igreja” é, portanto, ao mesmo tempo integrar o corpo místico e universal de Cristo e integrar uma comunidade local de cristãos, a expressão histórica e social do corpo místico de Cristo.
A participação efetiva na comunidade cristã explicita, para as pessoas e para o mundo espiritual, nosso compromisso com Cristo e o evangelho. Ninguém pode identificar a relação invisível de uma pessoa como membro do corpo universal e eterno de Cristo, mas pode identificar todos os que são membros de uma comunidade cristã local. Ser membro da igreja implica a identidade de cada cristão.
A comunidade cristã oferece o ambiente espiritual de segurança para os cristãos, quer no cuidado pastoral que acontece na dança do “uns aos outros”, quer na tutela espiritual sob a autoridade de Cristo que repousa sobre sua Igreja. É na comunidade cristã local que o cristão tem acesso a realidades que não estão disponíveis em nenhum outro lugar do mundo. A adoração comunitária ajuda você a manter o foco em Deus, para uma vida de piedade e gratidão. Nas amizades espirituais você encontra o encorajamento e o suporte necessários para o enfrentamento das angústias e dificuldades inerentes ao direito de viver. Na ciranda da mutualidade dos dons espirituais você experimenta os frutos necessários à sua peregrinação no discipulado de Cristo. Na rede de ministérios você participa da missão da Igreja e coopera com Deus para a redenção do mundo: tem o privilégio da vida útil e abençoadora de muitos em nome de Jesus.
Em 1º de maio de 1937 o corpo místico de Cristo se materializou em comunidade cristã local com o nome de Igreja Evangélica Batista de Água Branca, a nossa Ibab. Somos gratos aos irmãos do passado e a Deus por sua fidelidade ao longo destes 71 anos. Celebramos nosso passado renovando o compromisso com o futuro, e convidamos que se juntem a nós todos aqueles que compreendem que amar a Cristo é também amar a Igreja, e amar a Igreja é também amar a Cristo.
Ed René Kivitz

8 comentários:

Genilda disse...

Cristão sem igreja, é como barco sem vela. Vai conforme a maré.
O conselho é bíblico: não deixar de congregar como é costume de alguns.

Cláudio Nunes Horácio disse...

É Anselmo, isso é fato, quem fica fora da comunidade ou não consegue viver em comunhão ou não se irmana não terá o que fazer no céu. Como já é até chavão: "imagina se o pé decidir ir para um lado, as mãos para outro, a cabeça para o lado inverso e assim por diante?" Não teriamos corpo, mas pedaços esquartejados. Oremos para que o Cabeça da Igreja nos dê bom senso e unidade.

Anselmo Melo disse...

Cláudio. Quando falta bom senso realmente acaba faltando tudo.A Igreja, corpo místico de Cristo se torna paradoxal de mais e cumpre cada vez menos sua missão.
Paz!

René disse...

Anselmo,

A dificuldade da unidade tem se manifestado por conta da diversidade. O mais interessante é que exatamente essa diversidade deveria ser o fator facilitador da unidade, afinal, pegando um gancho no comentário do Cláudio, como as mãos poderiam ir a algum lugar, se os pés e as pernas não as levarem? Como os pés saberiam o caminho, se os olhos não o discernirem? (e assim por diante).

O grande mal é que uma igreja local acha que não precisa da outra e que não há nenhuma ligação entre as duas. Esquece-se da ação do Espírito Santo, que sempre faz tudo o que é necessário para o cumprimento dos propósitos de Deus e que tudo e todos são utilizados como Seus instrumentos.

Creio que essa empáfia se deve ao pensamento egoísta de se ser o único que recebeu a revelação da Verdade!

Abração e Paz!

Anselmo Melo disse...

Concordo com você René. Acredito que o proselitismo de muitos líderes fazem com que a Igreja local acabe por se fechar e ter um olhar claustrofóbico em relação ao corpo de Cristo.

disse...

Muitos dividem o corpo quando cada um puxa para seu lado. Esquecem que precisam um do outro como disse o René. Paz.

Casal 20 disse...

Muito, muito, muito, muitíssimo bom e centrado o texto!

O cristianismo moderno tem confundido e trocado a individualidade pelo individualismo da mesma maneira como também tem trocado a liberdade pela libertinagem.

Parabéns, pastor Anselmo, por ter trazido mais essa ótima reflexão aqui no seu blog.

Sigamos salgando!
Abraços sempre muito afetuosos.

Orlando disse...

Anselmo e demais colegas/irmãos, Kivitz (assim como boa parte da liderança eclesiólatra atual) enxerga a Igreja com lentes modernas - empresa, instituição, coisas do tipo - muito distante da visão do NT! Assim as comunidades locais (do qual eu reconheço sua parcela de valor) é transformada em denominações e não em organismo vivo - pessoas que creem de verdade!

Existe uma série de contradições na interpretação da eklesia moderna e eu discuto isso em dois ensaios na minha pág no marcador Igreja. Lá o debate está em aberto, ainda não fui refutado, fiquem a vontade para me questionar se possível!

Abraços
Orlando
souteologico.blogspot.com

Real Time Web Analytics
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲